PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Esse conteúdo é antigo

Integrante da alta cúpula crê que milícia pró-Irã manterá ataque contra EUA

Mark Milley, chefe do Estado-Maior  - Alex Wong/AFP
Mark Milley, chefe do Estado-Maior Imagem: Alex Wong/AFP

Do UOL, em São Paulo

09/01/2020 09h36

Chefe do Estado-Maior no governo Donald Trump, o general Mark Milley disse em declaração publicada pelo site da emissora CNN que acredita na sequência de ataques de milícias pró-Irã contra forças dos Estados Unidos.

De acordo com Milley, é "esperado totalmente" que grupos com vínculo ao país realizem "operações terroristas contra forças americanas e forças de coalizão no Iraque e talvez até em outros lugares".

Ele ainda disse que é "muito cedo para saber" se a tensão entre Estados Unidos diminuirá depois dos acontecimentos dos últimos dois dias.
Após a morte do general da Força Revolucionária Qassim Suleimani, abatido por um drone americano no dia 2 de janeiro, os dois países elevaram a tensão.

O Irã retaliou com um ataque a duas bases miliares americanas no Iraque. Ontem, depois da escalada de ataques verbais entre representantes dos dois países, Donald Trump adotou um discurso mais ameno, dizendo que o conflito estava se acalmando.

Já o secretário de Defesa Mark Esper disse que os Estados Unidos observam com atenção os próximos desdobramentos por parte do Irã antes de qualquer outra ação.

"Acho que precisamos avaliar novamente a situação. Vamos ver o que eles estão dizendo publicamente, ver o que estão dizendo em particular, ver nossa inteligência, todas essas coisas. Não vamos fazer nada imprudente", disse.

Internacional