PUBLICIDADE
Topo

ONG trabalha 9 horas para salvar cadela coberta por piche em Buenos Aires

A cadela "Aloe", resgatada por uma ONG em Buenos Aires após cair em um poço - Divulgação/ONG Proyecto 4 Patas
A cadela "Aloe", resgatada por uma ONG em Buenos Aires após cair em um poço Imagem: Divulgação/ONG Proyecto 4 Patas

Do UOL, em São Paulo

14/02/2020 10h57

A ONG Proyecto 4 Patas, que atua no resgate de animais, levou 9 horas para salvar uma cachorra que ficou coberto de piche após cair no poço de um reservatório em Merlo, na Grande Buenos Aires. A polícia investiga se o animal caiu por acidente ou foi jogado.

A cadela — que ganhou o nome de Aloe — foi achada por crianças e outros cães, que latiam muito. Ao perceberem a situação, os donos do animal pediram ajuda pelas redes sociais.

"Encontramos uma cena angustiante: Aloe estava literalmente petrificada e presa ao chão. Ele tinha 100% de seu corpo endurecido: boca, olhos, ouvidos, tudo. Ficamos muito chocados, nunca vimos um animal nessas condições, mas era hora de focar e colocar toda a nossa vontade e amor para tirá-la desse pesadelo o mais rápido possível", disse a ONG.

Para salvá-la, a ONG contou com a ajuda dos vizinhos, que trouxeram várias garrafas de óleo e azeite para remover a substância.

"Convocamos os voluntários, nos organizamos em equipes, compramos litros e litros de óleo e durante 9 horas ininterruptas limpamos. Cada camada que conseguimos remover nos aproximava do final e a emoção crescia. E aqui está Aloe, hoje é o dia dela", disse a ONG ao compartilhar as fotos em seu perfil no Facebook.

Ao todo foram 9 horas de trabalhos, 50 litros de azeite, três banhos com detergente, 8 voluntários da ONG dedicados só a Aloe, além da ajuda de vizinhos e bombeiros.

Internacional