PUBLICIDADE
Topo

Navio "fantasma" aporta na costa da Irlanda depois de tempestade

Navio cargueio MV Alta foi fotografado a partir do HMS Protector em setembro de 2019 - @hmsprotector/Twitter
Navio cargueio MV Alta foi fotografado a partir do HMS Protector em setembro de 2019
Imagem: @hmsprotector/Twitter

Do UOL, em São Paulo

17/02/2020 17h28

Um navio cargueiro abandonado pela tripulação, de nome MV Alta, aportou ontem perto de Ballycotton, uma vila de pescadores na Irlanda. Empurrado por uma tempestade, o barco "fantasma" parou em meio a rochas, sem apresentar grandes danos.

De acordo com o jornal britânico The Guardian, a embarcação foi construída em 1976 e navegava com bandeira da Tanzânia. No entanto, sua trajetória começou a mudar de rumos em 2017, quando trocou de donos.

Navegando entre a Grécia e o Haiti em setembro de 2018, o navio sofreu danos a cerca de 2 mil quilômetros da costa das Bermudas. A tripulação - ao todo, dez pessoas - foi resgatada por autoridades marítimas dos EUA e levada a Porto Rico.

Segundo relatos, a Guarda Costeira norte-americana contatou os proprietários da embarcação para levá-la até um local onde pudesse ancorar de forma segura. O navio teria sido levado à Guiana, onde foi sequestrado. Seu destino permaneceu incerto até agosto de 2019, quando um navio de patrulha britânico, o HMS Protector, o encontrou abandonado no meio do Atlântico.

Em comunicado oficial, o Conselho do Condado de Cork informou estar em contato com a Guarda Costeira irlandesa para discutir o destino da embarcação. Existe a preocupação de que o navio possa provocar vazamento de óleo, por exemplo.

"O Conselho do Condado de Cork, responsável pelo risco de poluição de solo causada por óleo, continua a monitorar este navio a respeito de qualquer possível derramamento de óleo ou risco referente à embarcação. O Conselho entende que o navio é provavelmente abastecido a diesel, o que oferece menor risco de poluição que o óleo pesado. O risco exato não pode ser confirmado neste momento", divulgou o órgão na noite de ontem.

O conselho prometeu inspecionar hoje a embarcação, e afirmou não acreditar que ela poderia oferecer risco à Área Especial de Conservação Ambiental da região de Ballycotton.

Navio fantasma é encontrado no litoral do Japão

Band Notí­cias

Internacional