PUBLICIDADE
Topo

Igreja britânica exibe quadro com Jesus negro em ação contra o racismo

Catedral de St. Albans, na Inglaterra, vai exibir releitura do quadro "A Última Ceia", de Leonardo da Vinci, com a representação de Jesus como um homem negro - Divulgação/St. Albans Cathedral
Catedral de St. Albans, na Inglaterra, vai exibir releitura do quadro "A Última Ceia", de Leonardo da Vinci, com a representação de Jesus como um homem negro Imagem: Divulgação/St. Albans Cathedral

Do UOL, em São Paulo

30/06/2020 15h05Atualizada em 30/06/2020 18h07

Uma igreja britânica vai exibir uma pintura na qual Jesus é representado como um homem negro. A iniciativa é uma forma de apoio ao movimento Black Lives Matter (Vidas Negra Importam, em tradução livre), que luta contra o racismo.

A obra estará aberta para visitação pública a partir de 4 de julho, na Catedral de St. Albans, na Inglaterra. A pintura é uma releitura do quadro "A Última Ceia", de Leonardo da Vinci, que retrata Jesus à mesa com seus apóstolos antes de ser crucificado.

A releitura da obra, com Jesus negro, é de autoria da artista plástica Lorna May Wadsworth e ficará exposta na Catedral de St. Albans até 31 de outubro.

A artista afirmou que buscou dar traços jamaicanos a Jesus em sua releitura para fazer as pessoas questionarem o mito do Ocidente de que Cristo seria loiro de olhos azuis.

"Especialistas concordam que ele [Jesus] provavelmente tinha características como a das pessoas que nascem no Oriente Médio. Ainda assim, por séculos, artistas europeus tradicionalmente pintavam Cristo como a sua própria imagem", declarou Wadsworth.

Ao visitar o altar montado para a obras, o público poderá acender uma vela em apoio ao movimento Black Lives Matter, informou a catedral.

Internacional