PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Jornalista de TV da Ucrânia é atacada por homem durante viagem de trem

Anastasia Lugova viajava para a capital Kiev junto com o filho pequeno quando foi agredida - Reprodução/Instagram
Anastasia Lugova viajava para a capital Kiev junto com o filho pequeno quando foi agredida Imagem: Reprodução/Instagram

Do UOL, em São Paulo

03/08/2020 14h59Atualizada em 03/08/2020 16h44

A apresentadora Anastasia Lugova, de 28 anos, exibiu os ferimentos que teve após ser agredida por um homem em uma viagem de trem na noite da última sexta-feira (31), durante o trajeto entre Mariupol e Kiev, capital do país.

Segundo informações do jornal Daily Mail, a jornalista estava junto do seu filho de seis anos em uma cabine privada quando Vitaliy Rudzko, de 45 anos, invadiu o local apenas de cueca.

Ela acordou sendo sufocada e com murros do agressor, enquanto era despida. "Comecei a gritar e pedir ajuda, mas ninguém veio", disse a jornalista.

Seu filho acordou com o barulho e o homem foi em direção da criança. Anastasia pediu para Vitaliy não fazer mal ao seu filho.

"Pedi para irmos a outro lugar para afastá-lo do meu filho. Ele concordou e mandou que eu fosse ao seu compartimento", contou ela. Ela empurrou o agressor e conseguiu fugir. Ela e o filho procuram o condutor do trem — já que nenhum passageiro ofereceu ajuda — e Vitaliy foi detido.

Ele pode ser condenado por agressão e tentativa de estupro e ficar até oito anos preso.

Anastasia Lugova foi hospitalizada com diversos hematomas na cabeça. Em uma publicação no seu Instagram, ela contou que vai levar a frente as denúncias contra a violência vivida.

"Hoje eu estou assim. Não consigo me acostumar com a garota no espelho. Acordei às 6 da manhã de dor. Se ontem eu pude responder a perguntas, hoje não consigo emitir som. Durante esse período de pânico, estou pensando na pergunta 'por quê?' e sinto pena de mim mesmo. Mas não por pena, decidi deixar ir para atrás! Tenho certeza de que não fui a primeira vítima do atacante, mas ele não terá as próximas vítimas pelo meu silêncio!", escreveu.

A apresentadora também contou que seu filho está recebendo ajuda psicológica devido ao episódio. "Meu filho não para de chorar e repete constantemente:' 'Mãe, perdoe-me por não te proteger'".

Internacional