PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Esse conteúdo é antigo

Imprensa internacional destaca ameaça de Bolsonaro a jornalista

Do UOL, em São Paulo

24/08/2020 12h27

A ameaça de Jair Bolsonaro (sem partido) a um repórter do jornal O Globo foi destaque na imprensa internacional. A fala do presidente chamou a atenção em veículos dos Estados Unidos, Inglaterra, Argentina e Índia.

Ontem, durante visita à Catedral de Brasília, Bolsonaro foi questionado sobre os depósitos feitos pelo policial militar aposentado e ex-assessor Fabrício Queiroz na conta bancária da primeira-dama, Michelle Bolsonaro. Em resposta, ele disse ao jornalista que tinha vontade de "encher tua boca com uma porrada".

A CNN norte-americana relatou o ocorrido e afirmou que "o presidente Bolsonaro não comentou sobre essas últimas alegações". A publicação também ressaltou que "a família Bolsonaro está enfrentando várias investigações".

Já a Sky News falou sobre a prisão de Queiroz e analisou: "Perguntas sobre Queiroz continuam a perseguir a família Bolsonaro em uma investigação que parece incomodar o presidente e prejudicar sua promessa de não tolerar a corrupção".

Na mesma linha, a Fox News noticiou que "as acusações têm sido problemáticas para Bolsonaro, eleito por uma plataforma anticorrupção e crime".

No Reino Unido, o jornal The Guardian tratou como "misteriosos" os depósitos de Queiroz a Michelle Bolsonaro. "Bolsonaro, que assumiu o poder em 2018 prometendo erradicar a corrupção, ainda não explicou adequadamente os pagamentos e reagiu de forma irritada quando questionado sobre eles no domingo."

Já o Independent contou também que jornalistas brasileiros usaram o Twitter para fazer a mesma pergunta ao presidente: "Presidente, por que a sua esposa recebeu R$ 89 mil do Fabrício Queiroz?"

Dois dos principais jornais da Argentina, o Clarín e o La Nación também noticiaram o fato. As publicações reforçaram que Queiroz e Flávio são investigados por desviar o salário de funcionários do atual senador enquanto ele era deputado estadual.

Na Índia, o India Today e o The Hindu Times também destacaram a ameaça.

Hoje, dia após ameaçar o repórter do jornal O Globo, Jair Bolsonaro voltou a fazer ataques à imprensa durante o evento "Brasil vencendo a Covid-19", que teve como principal objetivo divulgar o apoio de parte da classe médica a tratamentos precoces da doença causada pelo novo coronavírus. O presidente disse acreditar que profissionais da imprensa têm menos chances de sobreviver à covid-19.

Internacional