PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Conteúdo publicado há
6 meses

Atrás de Biden na corrida eleitoral, Donald Trump agora ataca as pesquisas

O presidente dos EUA, Donald Trump, reage durante o primeiro debate presidencial com Joe Biden, na Case Western Reserve University, em Cleveland (Ohio) - SAUL LOEB / AFP
O presidente dos EUA, Donald Trump, reage durante o primeiro debate presidencial com Joe Biden, na Case Western Reserve University, em Cleveland (Ohio) Imagem: SAUL LOEB / AFP

Do UOL, em São Paulo

05/10/2020 20h55

Sem apresentar provas, o presidente norte-americano Donald Trump atacou as pesquisas que lhe apontam em desvantagem em relação ao candidato democrata à Presidência Joe Biden. As eleições americanas estão marcadas para o dia 3 de novembro.

"Estarei de volta na trilha da campanha em breve !!! O 'fake news' mostra apenas as pesquisas falsas", escreveu ele, nas redes sociais, logo depois de retornar à Casa Branca. Trump estava internado em hospital militar Walter Reed, em Maryland, com covid-19.

O republicano não apresentou nenhuma prova que comprove a acusação em relação às pesquisas.

Um levantamento de intenção de votos divulgado no fim de semana pela rede de TV americana NBC e pelo The Wall Street Journal mostrou que Joe Biden tem 53% das intenções de votos e Trump, 39%.

Na pesquisa anterior, realizada em setembro, o democrata tinha 51% e o republicano 43%. Desde que esses veículos começaram a divulgar pesquisas, em julho de 2019, esta é a maior diferença de votos entre os dois.

A pesquisa foi realizada nos dois dias seguintes ao primeiro debate entre os dois candidatos na CNN. O debate foi considerado pela mídia americana como um dos piores da história, em razão do excesso de ataques pessoais e interrupções entre os candidatos.

Internacional