PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Conteúdo publicado há
15 dias

Canadá: Legislador esquece câmera ligada e é flagrado pelado em assembleia

Print do momento em que Amos foi flagrado sem roupas - Reprodução/Twitter/@brianlilley
Print do momento em que Amos foi flagrado sem roupas Imagem: Reprodução/Twitter/@brianlilley

Colaboração para o UOL, em São Paulo

15/04/2021 13h51

O legislador canadense William Amos foi flagrado pelado ontem após esquecer a câmera do computador ligada durante uma assembleia online do parlamento do país. O incidente aconteceu ontem e Amos lamentou o acontecimento dizendo que foi um "erro lamentável".

"Minha câmera foi deixada acidentalmente ligada enquanto eu colocava a roupa de trabalho depois de sair para uma corrida. Peço sinceras desculpas a todos os meus colegas nesta Assembleia", explicou o parlamentar liberal no Twitter. Amos, que é representante do distrito de Pontiac, em Quebec, acrescentou dizendo que o erro "não vai se repetir novamente".

Conforme mostrado pelo print obtido pelo jornal The Canadian Press, Amos estava nu entre uma bandeira do Canadá e uma bandeira da província de Quebec, enquanto cobria as partes íntimas. Mark Holland, colega de Amos no Partido Liberal, disse à agência AP que o colega ficou "mortificado" com a situação.

Ainda na sessão em que Amos apareceu sem roupa, Claude DeBellefeuille, legisladora de um partido de oposição, ironizou a situação e disse que o decoro parlamentar exige que os homens do parlamento se vistam com paletó e gravata, incluindo a calça e a cueca.

Anthony Rota, palestrante da assembleia, agradeceu a DeBellefeuille pelas "observações", embora não tivesse visto nada em sua tela. Mais tarde foi confirmado que Amos não apareceu nu para todos os presentes na reunião, visto que estava com o microfone fechado e, em razão do layout do software, aparecia só para algumas pessoas.

Ainda assim, Mark Holland fez da situação "um aviso para todos". "Você deve sempre presumir que a câmera está ligada e ter muito cuidado sempre que chegar perto da câmera", afirmou o colega de partido de Amos.

Internacional