PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Conteúdo publicado há
15 dias

Homem que bateu a cabeça no trabalho ganha R$ 3,7 milhões de indenização

Stephen Long trabalhava na empresa Elegant Resorts Ltd quando sofreu o acidente - Reprodução/Google Images
Stephen Long trabalhava na empresa Elegant Resorts Ltd quando sofreu o acidente Imagem: Reprodução/Google Images

Colaboração para o UOL, em São Paulo

18/05/2021 15h53

Stephen Long, 48, diz que trabalhava na agência de viagem Elegant Resorts Ltd, em Chester, no Reino Unido, quando bateu a cabeça na moldura de uma porta. Hoje, após entrar com uma ação na Justiça contra a empresa, ele recebeu uma indenização de 500 mil libras — o que equivale a mais de R$ 3,7 milhões.

Ele, que possui 1,82 metros de altura, contou que estava ajudando um colega a carregar um objeto pesado no porão, que estava com iluminação baixa, quando sofreu o acidente.

Long seguiu trabalhando, mas começou a se sentir sonolento e, dias depois, foi internado em um hospital. Mais tarde, ele tentou retornar ao trabalho. Entretanto, ele foi informado pela companhia que sua vaga não existia mais e foi desligado.

O funcionário entrou com um processo, contestando o corte de sua vaga e alegando preconceito contra deficiência. A agência se defendeu afirmando que reconhecia os danos causados pelo acidente, mas alegando que não ocorreu mais do que uma batida na cabeça corriqueira e que não houve nenhuma consequência a longo prazo para a saúde de Long.

Entretanto, de acordo com o jornal "The Mirror", o juiz responsável pelo caso entendeu que Long, que alega ter sofrido um "um ferimento no cérebro", não exagerou seus sintomas.

O magistrado então concedeu a indenização de 500 mil libras.

Internacional