PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Conteúdo publicado há
1 mês

Homem invade casa, nada pelado e mata pets dos donos até ser preso

Paul Kiyan, de 34 anos, invadiu uma casa em Bel Air, nadou pelado na piscina e ainda matou os periquitos de estimação dos moradores. Ele foi preso - Reprodução/NBC
Paul Kiyan, de 34 anos, invadiu uma casa em Bel Air, nadou pelado na piscina e ainda matou os periquitos de estimação dos moradores. Ele foi preso Imagem: Reprodução/NBC

Do UOL, em São Paulo

21/06/2021 07h28Atualizada em 21/06/2021 11h34

Um homem invadiu uma casa em Bel Air, an Califórnia (EUA) nadou pelado na piscina e ainda matou os periquitos de estimação da família. Tudo isso enquanto o dono do imóvel estava no local.

Toda a movimentação do invasor foi registrada pelas câmeras de segurança da casa. Ele passou 45 minutos andando em vários cômodos até ser preso.

Em entrevista ao canal NBC, o dono do imóvel, Mat Sabz, disse que percebeu que não estava só em casa, mas achou que era a sua mulher. Quando ele atendeu uma chamada da esposa no celular, percebeu que ela não estava em casa.

As imagens gravadas mostram a hora que Sabz sai do quarto e fica cara a cara com o invasor, identificado como Paul Kiyan, de 34 anos. Ele nadou pelado na piscina e esmagou os pássaros que pertenciam aos filhos de Sabz.

"Ei! Quem é você? O que está fazendo aqui? É minha casa!", disse o morador ao intruso, que não se intimidou. Kiyan desceu as escadas e continuou circulando pela casa. Sabz contou que quis evitar qualquer tipo de confronto com o outro homem. Ele pulou a varanda no segundo andar da casa e, só aí, chamou a polícia.

Invasor em Bel Air - Reprodução/NBC - Reprodução/NBC
Imagens de câmeras de segurança mostram o invasor cara a cara com o dono da casa em Bel Air
Imagem: Reprodução/NBC

invasor rendido pela polícia - Reprodução/NBC - Reprodução/NBC
Momento em que o invasor é rendido pela polícia. Ele passou 45 minutos na casa
Imagem: Reprodução/NBC

Segundo as investigações, o invasor conseguiu entrar na casa após pegar o controle da porta da garagem em um dos carros estacionados em frente à casa e que estava destrancado.

A família, que deixou a casa por alguns dias e ainda não retornou, conta que o incidente serviu "como lição" "Não importa onde você mora. Qualquer um pode entrar", disseram.

Internacional