PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Conteúdo publicado há
1 mês

EUA já descartaram cerca de 1 milhão de vacinas contra covid-19, diz jornal

Queda na demanda pelos imunizantes pode estar por trás dos números, segundo The New York Times - Getty Images
Queda na demanda pelos imunizantes pode estar por trás dos números, segundo The New York Times Imagem: Getty Images

Do UOL, em São Paulo

02/08/2021 18h49

Os Estados Unidos já descartaram cerca de um milhão de vacinas contra covid-19 desde o início da imunização no país, segundo dados de dez estados. A informação é do jornal The New York Times.

Segundo a reportagem, as perdas podem ser atribuídas à queda na demanda pelas doses. De acordo com o site Our World in Data, ligado à Universidade de Oxford, a média de vacinas aplicadas diariamente no país nos últimos sete dias ficou em 662,5 mil, ante o pico registrado em abril, de 3,38 milhões.

As autoridades disseram que o descarte pode ser por quebras, problemas no transporte e armazenamento, perda de validade e abertura de frascos que não foram usados após as pessoas não comparecerem aos agendamentos.

"No começo, era uma crise porque as pessoas queriam [a vacina] e não a conseguiam, agora é uma crise porque nós temos e as pessoas não querem", disse ao jornal o médico Marcus Plescia, diretor médico da Associação de Funcionários de Saúde Estaduais e Territoriais. "Aqui estamos com um monte de vacina, e há países no mundo em que as pessoas estão desesperadas pela vacinação".

Cerca de 49% da população norte-americana já recebeu as duas doses da vacina, segundo dados do Our World In Data. No Brasil, esse índice é de 19,5%.

Nas últimas semanas, os EUA têm visto um aumento nos contágios provocados pela variante delta, sobretudo nos estados onde a taxa de vacinação ainda é baixa. Na semana passada, as autoridades sanitárias do país recomendaram a volta do uso de máscaras em locais fechados para conter um novo surto da pandemia.

*Com AFP

Internacional