PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Conteúdo publicado há
1 mês

Bolo assado durante a 2ª Guerra é encontrado quase 80 anos depois

Glacê feito no bolo por volta de março de 1942 continuou preservado até 2021 - Reprodução/Facebook/RT
Glacê feito no bolo por volta de março de 1942 continuou preservado até 2021 Imagem: Reprodução/Facebook/RT

Do UOL, em São Paulo

27/10/2021 19h25Atualizada em 27/10/2021 19h25

Um bolo assado há quase 80 anos virou objeto de estudo de arqueólogos na cidade portuária de Lübeck, na Alemanha. Com sabor de avelã e amêndoas, ele foi encontrado "completamente carbonizado" no porão de uma casa e a suspeita é de que ele tenha sido destruído por um ataque da Força Aérea Britânica durante a Segunda Guerra Mundial.

O alimento ainda estava embrulhado em papel manteiga, quando foi encontrado pelos pesquisadores, segundo uma nota emitida pelas autoridades da cidade, conforme reporta o tabloide britânico Daily Mail. Além da sobremesa, outros itens foram encontrados no local, como pratos, facas e colheres, além de discos com músicas de compositores como Beethoven.

Lisa Renn e Doris Mührenberg, especialistas envolvidas na recuperação, destacaram que, mesmo após décadas, ele mantinha formato semelhante ao da forma em que foi assado, inclusive com a preservação dos desenhos feitos com glacê. Além disso, o recheio de amêndoas ainda estava presente "apesar de o bolo estar severamente carbonizado e escurecido pela fuligem".

O confeiteiro não foi identificado, mas pesquisadores concluíram por informações de "velhos livros da cidade" que um comerciante chamado Johann Wärme vivia no imóvel até a destruição.

Segundo levantamentos feitos pelos arqueólogos, o ataque foi realizado por volta de março de 1942, entre os dias 28 e 29. A Força Aérea Britânica bombardeou a cidade em represália a uma investida comandada pelo Exército Nazista à cidade de Coventry, na Inglaterra, em 1940, detalhou Dirk Rieger, chefe do Departamento de Arqueologia de Lübeck, em entrevista ao site LiveScience.

O bolo tinha acabado de ser desembrulhado quando o bombardeio começou, levando o porão da casa a colapsar, mas sem que o alimento fosse totalmente esmagado, concluiu o profissional. Ele é o primeiro item de confeitaria deste tipo já descoberto por arqueólogos no norte da Alemanha.

No futuro, a descoberta ficará disponível para visitação do público em um museu, a partir de data a ser definida.

Internacional