PUBLICIDADE
Topo

Guerra da Rússia-Ucrânia

Notícias do conflito entre Rússia e Ucrânia


Canhões dos tempos modernos, obuses doados à Ucrânia são superdestrutivos

Obuseiro M109 - Divulgação / Exército Brasileiro
Obuseiro M109 Imagem: Divulgação / Exército Brasileiro

Rafael Souza

Colaboração para o UOL

15/05/2022 04h00

A Ucrânia vem recebendo armas de vários países da Europa para tentar barrar a invasão da Rússia. Um dos armamentos mais poderosos recebidos são os obuses, uma artilharia considerada pesada pelo seu alto poder destrutivo.

Para aprender a manusear um obus, é preciso tempo. Às vezes, meses. No caso dos ucranianos, a formação dos soldados e o aporte de munições está a cargo da Alemanha.

O que são os obuses?

Um obus é uma espécie de canhão dos tempos modernos, no qual um projétil explosivo é disparado dentro de um tubo que dá o direcionamento até o alvo.

Ele pode ser utilizado individualmente, fora de um veículo blindado. No entanto, o mais comum é o equipamento ser instalado dentro de veículos blindados.

Obuseiro L118 - Divulgação / Exército Brasileiro - Divulgação / Exército Brasileiro
Obuseiro L 118 (Light Gun) do Exército Brasileiro, usado fora de um blindado
Imagem: Divulgação / Exército Brasileiro

Em abril, a Holanda informou que enviaria a Kiev "um número limitado" de obuses blindados do tipo Panzerhaubitze 2000, que permite eliminar inimigos a até 50 km, mesmo em condições meteorológicas desfavoráveis.

Ele possui um sofisticado sistema de controle de fogo que utiliza computador balístico, sistema de navegação e GPS para precisão dos disparos. Pode realizar até quatro tiros por minuto.

Esse obus foi construído por um consórcio de empresas para o exército alemão, mas também já foi adquirido pela Holanda e a Grécia.

Outros modelos

Um obus clássico é o 2S19-Msta, desenvolvido na Rússia e que entrou em serviço em 1989.

Ele é equipado com um tubo de 152 mm, de 47 calibres, e tem um alcance de 28 km. Pode disparar uma variedade de munições, inclusive granadas.

Mas um dos obuses mais potentes e esperados é o XM1299, que passa por testes do exército dos Estados Unidos e devem ser entregues em 2023.

Essa nova arma possui um cano mais longo e um novo propulsor, que ajuda o projétil a atingir um alvo a até 64 km de distância com a ajuda de um GPS. É ideal para atacar helicópteros ou até drones.

Obuses no Brasil

O Brasil também possui uma artilharia de obuses, que está em processo de modernização, segundo o Exército. O objetivo é aumentar a capacidade operacional em combate terrestre.

Dentre os obuses utilizados, estão o Autopropulsado M109 A5 e o L 118 (Light Gun).

O primeiro tem 25 toneladas e possui capacidade de efetuar quatro disparos por minuto e alcançar alvos em até 30 km.

O segundo é menor e mais leve, podendo ser transportado por via aérea e até lançado por paraquedas. Pode realizar até seis tiros por minuto e é ideal para disparos mais próximos do inimigo, já que é mais fácil de ser ocultada.

Obuseiros M109 A5 - Divulgação / Exército Brasileiro - Divulgação / Exército Brasileiro
Obuseiros M109 A5
Imagem: Divulgação / Exército Brasileiro

No ano passado, 32 novos obuseiros M109 A5, em carros blindados, chegaram ao Brasil, após serem comprados do governo dos Estados Unidos. Eles foram deslocados para Santa Maria (RS) e distribuídos entre as organizações do Exército no Rio Grande do Sul e no Paraná.