PUBLICIDADE
Topo

Meio Ambiente

Preços para comer no Riocentro espantam brasileiros e estrangeiros

Mauricio Stycer

Do UOL, no Rio

15/06/2012 07h00

Até agora só há um consenso na Rio+20,  a Conferência da ONU sobre Desenvolvimento Sustentável: os preços para comer no Riocentro estão muito salgados. Para piorar, não há opções para comer nas redondezas.

Estrangeiros e brasileiros têm manifestado surpresa semelhante diante dos preços cobrados pelos concessionários instalados numa enorme “praça de alimentação”. Do cafezinho (R$ 5) ao sorvete (R$ 10 a bola), tudo está caro.

O quilo no restaurante self-service sai por R$ 52. O site “Viva Favela”, que está acompanhando a Conferência, protestou: “Uma das opções mais baratas, o restaurante árabe, cobra R$ 25 um prato que mal alimenta uma criança!”

Uma das opções mais concorridas é a lojinha do supermercado Pão de Açucar, que está comercializando a sua linha de produtos naturais e saudáveis.

Meio Ambiente