PUBLICIDADE
Topo

Meio Ambiente

Antes ameaçada, população de onças-pintadas volta a crescer no México

Da AFP

21/06/2018 04h01

A população de onças-pintadas silvestres de México, o maior felino das Américas, cresceu 20% e chegou a 4.800 exemplares nos últimos oito anos, graças ao esforço combinado do governo e da sociedade civil para a conservação da espécie, segundo resultados de um censo divulgado na última semana.

“Este crescimento se deve, dentre outros fatores, ao programa de conservação das onças-pintadas implementado desde 2005” sob a supervisão da Comissão Nacional de Áreas Naturais Protegidas (Conanp), disse Geraldo Ceballos, pesquisador do Instituto de Ecologia da Universidade Nacional Autônoma do México, citado em um comunicado da comissão.

Veja também:

Um dos fatores que impulsionaram a proliferação de onças foi o aumento da superfície florestal do país agora em comparação com o que havia há duas décadas. Segundo Ceballos, um maior esforço de amostragem em relação ao censo anterior de 2010 também elevou o número de animais encontrados.

2012 - Onça-pintada em Laguna Om, no México - WWF/AFP - WWF/AFP
Imagem: WWF/AFP

No censo de 2018, participaram 25 grupos acadêmicos de 16 instituições, que colocaram 396 câmeras-armadilha em 11 locais espalhados por 10 estados mexicanos, seis deles só no sul e sudeste do país.

Durante 60 dias, as câmeras das armadilhas tiraram 4.506 fotografias, destas, 348 eram de onças-pintadas, que foram identificadas como 46 indivíduos. Outras 3.556 fotografias correspondiam a 20 espécies diferentes dasquais o felino se alimenta, de acordo com o comunicado do censo.

“A presença da onça-pintada garante o funcionamento dos ecossistemas, pois ela regula as populações de herbívoros, e ela estar presente também indica que os ambientes estão em bom estado de saúde”, destacou Heliot Zarza, vice-presidente da Aliança Nacional para a Conservação das onças-pintadas.

As onças-pintadas estão presentes em 18 dos 21 países americanos e são consideradas uma espécie “quase ameaçada”, com 64 mil exemplares na vida silvestre, número que está caindo, segundo a União Internacional para a Conservação da Natureza. Cerca de 90% das onças-pintadas estão na Amazônia.

Este felino pode pesar mais de 100 kg, ainda que os animais mexicanos raramente superem 60 kg.

A proteção do animal foi impulsionada no continente após o pronunciamento, no dia 1º de março, em que 14 países latinos se comprometeram na sede da ONU a implementar uma agenda de conservação regional do felino até 2030, ressaltou María José Villanueva, diretora de conservação no México do Fundo Mundial para a Natureza.

Meio Ambiente