PUBLICIDADE
Topo

Meio Ambiente

Milhares de peixes aparecem mortos após pesca predatória no litoral de SP

Milhares de peixes são encontrados mortos ao longo de dez quilômetros do litoral paulista  - Cristian Negrão/Divulgação
Milhares de peixes são encontrados mortos ao longo de dez quilômetros do litoral paulista Imagem: Cristian Negrão/Divulgação

Do UOL, em São Paulo

20/12/2018 18h06

Milhares de peixes mortos têm aparecido por, pelo menos, 10 quilômetros de praias em Ilha Comprida, litoral de São Paulo. A provável causa seria a sobrepesca: os animais foram capturados durante em pesca, geralmente por arrastão, e depois descartados.

Além de peixes, arraias e tartarugas foram encontradas mortas na região.

Arraias também foram encontradas mortas após pesca predatória - Cristian Negrão/Divulgação - Cristian Negrão/Divulgação
Arraias também foram encontradas mortas após pesca predatória
Imagem: Cristian Negrão/Divulgação
De acordo com o biólogo João Alberto Paschoa dos Santos, do CRBio (Conselho Regional de Biologia), órgãos ambientais estabelecem uma cota para a retirada de espécies do mar, que não pode ser ultrapassada. "No entanto, a sobrepesca já atinge quase 80% das principais espécies exploradas pela atividade pesqueira na costa brasileira", afirma Santos.

De acordo com o biólogo, se não houver maior controle sobre a pesca predatória no Brasil, muitas espécies correm o risco de entrar em extinção. "Com a sobrepesca, algumas espécies não têm tempo suficiente para reprodução. E, aos poucos, vão se tornando cada vez menos presentes em nossas águas. Daqui a algum tempo, podem sumir de vez", alerta.

Tartarugas também foram vítima de pesca irresponsável - Cristian Negrão/Divulgação - Cristian Negrão/Divulgação
Tartarugas também foram vítima de pesca irresponsável
Imagem: Cristian Negrão/Divulgação
O conselheiro do CRBio cita a sardinha-verdadeira como exemplo desse efeito. Sua produção no país era de 228 mil toneladas, em 1973. Em 2011, caiu para apenas 75 mil toneladas.

Meio Ambiente