Topo

Bolsonaro diz que estrangeiros abusam de Raoni porque ele está "idoso"

Do UOL, em São Paulo

26/09/2019 20h09

Em sua live semanal, o presidente Jair Bolsonaro reproduziu grande parte do conteúdo que usou para formular o seu discurso na Assembleia Geral da ONU na última terça-feira (24).

A youtuber indígena Ysani Kalapalo, que também o acompanhou em Nova York, estava com o presidente na live.

Os dois conversaram sobre a questão indígena, com a jovem dizendo que os povos originários do Brasil estão em busca de "progresso e desenvolvimento".

O presidente aproveitou a presença da jovem para condenar a atuação internacional do cacique Raoni Metuktire, um grande crítico de seu governo. "Ele não fala pelos índios".

De acordo com Bolsonaro, os líderes internacionais "cooptaram" e "abusaram da boa fé" do cacique que já está "idoso".

Ele citou o encontro que teve com o presidente francês, Emmanuel Macron, em Osaka, durante o G20, em junho deste ano. Segundo Bolsonaro, Macron sugeriu uma conversa com ele e o cacique Raoni para falarem sobre a Amazônia. O presidente diz ter recusado. "O Raoni é um cidadão, mas o presidente sou eu, tem que conversar é comigo", afirmou.

Bolsonaro ainda leu manchetes de jornais e negou que tenha sido agressivo em seu discurso nas Nações Unidas.

Ao fim da live, o presidente celebrou os números de emprego no país. Ele afirmou que o país criou 408 mil novos empregos no primeiro semestre e citou o Caged como fonte.

Meio Ambiente