PUBLICIDADE
Topo

Governo estuda separar orçamento para Amazônia, diz Mourão

Reserva indígena ianomâmi, no coração da floresta amazônica - REUTERS/Bruno Kelly/
Reserva indígena ianomâmi, no coração da floresta amazônica Imagem: REUTERS/Bruno Kelly/

Por Lisandra Paraguassu

15/07/2020 13h07

BRASÍLIA (Reuters) - O vice-presidente Hamilton Mourão (PRTB) confirmou hoje que o governo estuda uma forma de separar os recursos para proteção da Amazônia do restante do orçamento da área ambiental, e encontrar uma forma de incorporar doações para a região no Orçamento da União, o que hoje não é permitido.

Segundo o vice-presidente, o tema foi discutido durante a reunião do Conselho da Amazônia, do qual ele é o presidente, e a equipe econômica estuda uma forma de viabilizar a medida.

Mourão disse ainda que o governo analisa a abertura de concurso para fiscais do Ibama, e que essa é hoje a única maneira de ampliar a fiscalização na Amazônia. Os concursos do governo federal, no entanto, estão suspensos. Segundo Mourão, o Ministério da Economia irá estudar a viabilidade, dentro do Orçamento, para que se abra uma exceção.

Por enquanto, disse o vice-presidente, o governo trabalha com a extensão do operação de GLO (Garantia da Lei e da Ordem) para proteção da Amazônia, que se estenderá até 6 de novembro.

Meio Ambiente