PUBLICIDADE
Topo

Meio Ambiente

Chile sediará cúpula internacional sobre energia limpa

05/05/2021 00h44

Santiago, 4 mai (EFE).- O Chile sediará a cúpula internacional de energia limpa CEM12/MI-6, um dos mais importantes encontros sobre inovação, que acontecerá entre 31 de maio e 6 de junho, informou o ministro de Energia e Minas, Juan Carlos Jobet.

"As mudanças climáticas continuam sendo a maior ameaça dos últimos tempos e, para combatê-las, é essencial trabalhar de forma coordenada e colaborativa", disse Jobet.

O encontro, organizado pelo fórum ministerial global de Energia Limpa e a plataforma de energia limpa Missão Inovação, reunirá líderes mundiais e observadores de várias instituições internacionais e acontecerá de forma totalmente virtual.

Entre os participantes confirmados estão o enviado especial dos Estados Unidos para assuntos climáticos, John Kerry; o empresário e ex-prefeito de Nova York, Michael Bloomberg; a presidente do Conselho Mundial de Energia, Angela Wilkinson, e o presidente do Fórum Econômico Mundial, Borge Brende.

O ministro chileno explicou que este evento será fundamental para enfrentar os desafios da energia limpa no período que antecede a COP26 e acrescentou que pretende "chegar a acordos que permitam a adoção das tecnologias e inovações necessárias" para frear a crise climática.

Os principais temas da cúpula CEM12/MI-6 serão os atuais "desafios sociais, econômicos e climáticos", como a descarbonização, eletromobilidade, hidrogênio verde e a tecnologia para alcançar a neutralidade de carbono.

"Estamos em um ponto de inflexão, no qual temos que tomar as medidas necessárias para impulsionar a transformação energética a fim de alcançar uma mudança real", disse o ministro.

Pioneiro na região do uso de energias renováveis e um dos líderes no desenvolvimento do hidrogênio verde no mundo, o Chile foi escolhido em 2019 para sediar a COP25, mas a cúpula foi realizada na Espanha após uma forte onda de protestos no país.

Meio Ambiente