PUBLICIDADE
Topo

Meio Ambiente

Piñera e Johnson unirão forças na COP26 para evitar "holocausto ambiental"

10/09/2021 22h07

Londres, 10 set (EFE).- O presidente do Chile, Sebastián Piñera, se comprometeu nesta sexta-feira, em Londres, com o primeiro-ministro do Reino Unido, Boris Johnson, a "unir forças" na 26ª Conferência das Nações Unidas sobre as Mudanças Climáticas (COP-26), em Glasgow, para obter "compromissos verdadeiros" dos países e evitar o que chamou de "holocausto ambiental".

Os dois líderes se reuniram em Downing Street - escritório oficial do chefe do governo britânico - onde discutiram assuntos de interesse bilateral durante cerca de 45 minutos, incluindo a questão da conferência climática de novembro. O Chile presidiu a última edição do encontro e passa o bastão para o Reino Unido.

Em comunicado divulgado à imprensa pela presidência chilena, Piñera disse que o seu diálogo com Johnson incluiu "todas as questões de interesse para Inglaterra, Chile e o mundo, mas duas com grande força e empenho: a luta contra a pandemia de covid-19 e o combate às mudanças climáticas".

Sobre a crise global gerada pelo coronavírus, o presidente chileno se reuniu com o ministro da Saúde britânico, Sajid Javid, e especialistas britânicos envolvidos na gestão da pandemia para "compartilhar experiências e melhorar".

Em relação à crise climática, Piñera recordou que o Chile presidiu a COP25 e, em novembro, "entregará essa responsabilidade" ao Reino Unido.

"Decidimos com o primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, unir forças, fazer um esforço conjunto para que em Glasgow mudemos o curso da história e consigamos compromissos fortes e reais dos países para evitar uma rota de colisão em direção a um holocausto ambiental", declarou.

Johnson observou que o diálogo com o mandatário chileno foi uma "oportunidade de discutir amplas áreas de cooperação que envolvem questões como segurança, comércio e, claro, a COP".

Piñera concluiu com sua passagem por Londres uma viagem europeia que também o levou a Madri, Paris e Roma nos últimos.

Meio Ambiente