Topo

Com presença de Lula, Haddad se despede e Mercadante e Raupp tomam posse em Brasília

Do UOL, em Brasília e em São Paulo

24/01/2012 15h18Atualizada em 24/01/2012 16h28

Os novos ministros da Educação, Aloizio Mercadante, e da Ciência e Tecnologia, Marco Antônio Raupp, tomam posse na tarde desta terça-feira (24) no Palácio do Planalto. Na primeira mudança ministerial de 2012, Mercadante deixa a pasta de Ciência e Tecnologia para substituir Fernando Haddad --que deve concorrer à Prefeitura de São Paulo pelo PT-- e será substituído por Marco Antônio Raupp, ex-presidente da Agência Espacial Brasileira.


Além da presidente Dilma Rousseff, participa da cerimônia de transmissão de cargo o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que é o principal articulador da candidatura de Haddad nas eleições desse ano. Mesmo em tratamento contra um câncer na laringe, Lula optou por deixar São Paulo e ir até Brasília para acompanhar a despedida de Haddad --neste que é seu primeiro evento político desde o diagnóstico da doença, em outubro do ano passado.

Lula, que entrou ao lado de Dilma e dos ministros usando um chapéu, foi o mais aplaudido ao ser anunciado. Em seu discurso de despedida, Haddad homenageou Lula e disse que foi uma honra trabalhar com um líder sindical. Já Mercadante emocionou-se ao citar o trabalho que teve ao lado de Lula.

Dilma começou seu discurso também citando o ex-presidente. "É uma honra que nosso querido presidente Lula volte ao Palácio do Planalto", disse. "Com o passar do tempo viramos um bando de chorões. Assim como Mercadante, posso não conter as lágrimas. Mas como diz Lula, 'pode chorar que não faz mal nenhum'", brincou.

Perfil dos ministros

Natural de Cachoeira do Sul (RS), Marco Antônio Raupp, 73, tornou-se presidente da Agência Espacial Brasileira em março de 2011. Raupp não é filiado a partido político.

Formado em Física pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRS), tem PhD em matemática pela Universidade de Chicago e livre-docência pela USP. Já presidiu a Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC). Por sua atuação como cientista já recebeu a Ordem do Rio Branco, do Ministério das Relações Exteriores, e a Grão-Cruz, do Ministério da Ciência e Tecnologia.

  • Rodrigo Paiva/Folhapress

    Marco Antônio Raupp, ex-presidente da Agência Espacial Brasileira, assume a vaga de Aloizio Mercadante no Ministério da Ciência e Tecnologia


Quando começaram as especulações sobre a saída de Mercadante do Ministério da Ciência e Tecnologia, Raupp foi cogitado como uma opção técnica para assumir a pasta. Outros nomes chegaram a ser mencionados entre os possíveis novos ministros, como a senadora Marta Suplicy (PT-SP), ex-prefeita de São Paulo, e o deputado federal Newton Lima (PT-SP), ex-prefeito de São Carlos.

Aloizio Mercadante Oliva, filiado ao PT, ocupa o cargo de ministro da Ciência, Tecnologia e Inovação desde o início do governo de Dilma Rousseff, em 1º de janeiro de 2011. Assumiu a pasta após perder, pela segunda vez, uma eleição para o governo de São Paulo.

Mercadante foi candidato a vice-presidente da República na chapa de Lula em 1994. Teve dois mandatos de deputado federal pelo PT de São Paulo, de 1991 a 1995 e de 1999 a 2003. Em 2003 assumiu uma vaga de senador, para a qual foi eleito na votação de 2002.

No Senado, Mercadante foi líder do governo Lula e do PT. Passou por constrangimento durante o auge do escândalo dos atos secretos na Casa. Ele havia dito que renunciaria à liderança do PT por discordar do apoio que o partido deu à época ao então presidente da Casa, José Sarney (PMDB-AP), acusado de irregularidades. A pedido de Lula, manteve-se no cargo.

Mercadante é professor licenciado na Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP) e na Universidade de Campinas (Unicamp).

Veja as mudanças nos ministérios de Dilma

  • Clique na imagem para navegar pelo infográfico

Política