Topo

Burrice de criar mais ministérios está no limite, diz Gerdau

Fábio Brandt

Do UOL, em Brasília

15/03/2013 06h00

O empresário Jorge Gerdau Johannpeter afirmou ao UOL e à Folha que o Brasil precisa "trabalhar com meia dúzia de ministérios ou coisa desse tipo" e não com as 39 pastas existentes na administração da presidente Dilma Rousseff.

Gerdau disse já ter dado um "toque" na presidente Dilma sobre a necessidade de reduzir o número de ministérios. Mas, por motivos políticos, a atual estrutura não pode ser alterada. Ele afirmou, no entanto, que "tudo tem o seu limite. Quando a burrice, ou a loucura, ou a irresponsabilidade vai muito longe, de repente, sai um saneamento, está certo? Então, eu diria assim, que nós, provavelmente, estamos no limite desse período".

Jorge Gerdau falou sobre o assunto no "Poder e Política", projeto do UOL e da Folha conduzido pelo jornalista Fernando Rodrigues. A gravação foi realizada nesta terça-feira (12) no estúdio do UOL em São Paulo e teve a participação do editor do UOL Economia, Armando Pereira Filho.

Presidente do conselho de administração da empresa que leva seu sobrenome - uma gigante do ramo do aço - Jorge Gerdau também preside, como voluntário, a Câmara de Políticas de Gestão, Desempenho e Competitividade da Presidência da República, um órgão consultivo do Palácio do Planalto.

Na entrevista, Gerdau ainda disse que só "quatro ou cinco" instituições públicas brasileiras têm "estrutura de meritocracia e profissionalismo" que funciona. Perguntado sobre quais seriam essas instituições, citou Banco do Brasil, Banco Central, Itamaraty, Exército e BNDES.

Ele ainda afirmou que "dentro da estrutura brasileira, o conceito de política atrapalha bastante a gestão". E disse que a solução para esse problema deve ser procurado "dentro das realidades que cada país tem".

Sobre a eficiência da gestão pública brasileira, ele disse que já houve avanços, mas suas previsões são de longo prazo. "Para deixar o país com planejamento competitivo em todas as frentes" um prazo de "dez anos é pouco".

Acesse a transcrição completa da entrevista.

A seguir, vídeos da entrevista (rodam em smartphones e tablets):

1) Quem é Jorge Gerdau? (1:31)

2) Brasil só tem 5 órgãos públicos profissionalizados, diz Gerdau (2:13)

3) Burrice de criar ministérios está no limite, diz Gerdau (4:19)

4) 10 anos é pouco para o Brasil ser competitivo, diz Gerdau (3:25)

5) Dilma e Eduardo são gerentes; Aécio é político, diz Gerdau (0:56)

6) Crítica à consultoria Falconi é fofoca, diz Gerdau (3:23)

7) Íntegra da entrevista (56 min.)

Acompanhe Fernando Rodrigues no Twitter e no Facebook.

Mais Política