Jorge Viana cancela sessão desta terça no Senado

Do UOL, em Brasília

  • Eduardo Anizelli/Folhapress

O senador Jorge Viana (PT-AC), primeiro vice-presidente do Senado, anunciou que está suspensa a sessão de votações que estava marcada para a tarde desta terça-feira (6).

Após decisão da Mesa Diretora, o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), não se afastou da presidência.

A decisão pelo afastamento foi dada pelo ministro Marco Aurélio Mello, do STF (Supremo Tribunal Federal), que atendeu a ação movida pelo partido Rede Sustentabilidade. O argumento foi o de que Renan não poderia permanecer na linha de substituição do presidente da República sendo réu em processo criminal.

A Mesa Diretora decidiu não obedecer à decisão liminar e manter Renan na presidência do Senado até que o plenário do Supremo julgue em definitivo a deliberação de Mello. O julgamento deve ser realizado nesta quarta-feira (7).

Renan chegou ao Senado pouco depois do meio-dia, acompanhado de Vianaeventual substituto dele.

O oficial de justiça aguardou o senador por boa parte da manhã na sala de espera do gabinete da presidência do Senado. Renan divulgou que receberia a notificação às 11h, mas o oficial chegou ao Parlamento pouco antes das 10h.

Renan se tornou réu por peculato (desvio de dinheiro público) no dia 1º de dezembro. Ele é acusado de usar parte de sua verba parlamentar, à que todo senador tem direito para pagar por atividades do mandato, para pagar a pensão alimentícia de uma filha. O desvio teria ocorrido, segundo a denúncia, por meio da simulação do aluguel de carros para o gabinete do senador.

Habilidade política e apoio a presidentes. Relembre a carreira de Renan

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos