Apreendidos em operação da PF, iPads de netos de Lula já foram devolvidos

Do UOL, em São Paulo

  • Reprodução

    Lula fez pedido a Moro durante interrogatório em 10 de maio, em Curitiba

    Lula fez pedido a Moro durante interrogatório em 10 de maio, em Curitiba

O juiz federal Sérgio Moro, responsável pela Operação Lava Jato na primeira instância, atendeu pedido feito pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva durante interrogatório em 10 de maio para que os iPads de seus netos fossem devolvidos. Os equipamentos foram apreendidos em 4 de março de 2016, quando Lula foi alvo de mandados de condução coercitiva e busca e apreensão em uma etapa da Lava Jato.

Segundo a defesa de Lula, eles foram devolvidos no último dia 26 de maio. Os advogados reclamam, porém, que outros equipamentos levados pela PF, esses das noras do ex-presidente, ainda não foram liberados. "A defesa foi diligente, ainda que o resultado tenha demorado e, no caso das noras, ainda não tenha ocorrido, a despeito da manifesta ilegalidade da apreensão", afirmou a defesa, por meio de nota.

Na decisão, de 19 de maio, Moro dizia não saber se a PF, que cumpriu os mandados, estava com os iPads. "Não tem este Juízo notícia de tal apreensão, mas se ocorreu deve ser tributado ao desconhecimento pelos agentes policiais do conteúdo dos aparelhos eletrônicos".

O juiz ainda falou, no mesmo despacho, que os defensores de Lula já deveriam ter feito o pedido de devolução diretamente à PF. A defesa, porém, diz que isso foi feito em 11 de março do ano passado, ou seja, uma semana após o cumprimento dos mandados.

Confira a íntegra do trecho em que Lula pede os iPads dos netos

"Destarte, os incidentes de restituição foram oferecidos em 11 de março de 2016, estando os autos referidos conclusos para despacho de Vossa Excelência desde 18 novembro", pontuaram os defensores de Lula em petição de 26 de maio deste ano. "Não tendo sido suficiente a provocação, os pedidos foram renovados em 13 de março de 2017".

De acordo com a defesa, foi feito contato com a PF em 23 e 25 de maio para que a retirada dos equipamentos fosse feita em 26 de maio. 

Interrogatório

Há pouco mais de um mês, Lula prestou depoimento a Moro como réu no processo em que responde por corrupção e lavagem de dinheiro. 

"Determine que a Polícia Federal devolva os iPads dos meus netos. É uma vergonha, iPad de neto de cinco anos. Está [apreendido] desde março do ano passado", disse o ex-presidente ao juiz.

Em 4 de março de 2016, os agentes da PF tinham mandado de busca e apreensão a cumprir na casa de familiares de Lula. Estava previsto recolher qualquer eletrônico.

Relembre os principais momentos do interrogatório de Lula

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos