Topo

Em mensagem ao Congresso, Bolsonaro declara guerra ao crime organizado

Talita Marchao

Do UOL, em São Paulo

04/02/2019 16h42

Em sua mensagem para a abertura dos trabalhos do Congresso Nacional, o presidente Jair Bolsonaro (PSL) afirmou que o governo brasileiro declarou uma "guerra ao crime organizado". "Guerra moral, guerra jurídica, guerra de combate. Não temos pena e nem medo de criminoso. A eles sejam dadas as garantias da lei e que tais leis sejam mais duras. Nosso governo já está trabalhando nessa direção", afirmou o presidente em mensagem lida pela primeira-secretária do Congresso, Soraya Santos (PP-RJ).

Mais cedo, o ministro da Justiça, Sergio Moro, apresentou o projeto de lei anticrime que deve ser enviado ao Congresso nos próximos dias.

"A criminalidade bateu recordes, fruto do enfraquecimento das forças de segurança e de leis demasiadamente permissivas. O governo de então foi tímido na proteção da vítima e efusivo na vitimização social do criminoso. A mentalidade era: quem deve ir para o banco dos réus é a sociedade", afirmou Bolsonaro. "Os mais vulneráveis foram os que mais sofreram com a degradação da segurança. Mulheres, crianças, pobres e negros eram objeto de discurso, mas não de políticas consistentes de proteção. Não vamos descansar enquanto o Brasil não for um país mais seguro, em que as pessoas possam viver em paz com suas famílias", disse o presidente na mensagem.

No texto, Bolsonaro afirmou ainda que o governo "não conseguiu coibir a tragédia de Brumadinho". "Continuaremos empregando toda nossa energia para dar suporte às famílias, para melhorar o modelo de fiscalização de barragens e para colaborar com as investigações. Não é com um Estado mais pesado que vamos resolver e, sim, com um Estado mais eficiente", afirmou.

"Nova Previdência"

Bolsonaro destacou ainda que o governo está preparando uma proposta de Previdência"moderna e, ao mesmo tempo, fraterna, que conjuga o equilíbrio atuarial, com o amparo a quem mais precisa, separando 'previdência' de 'assistência', ao tempo em que combate fraudes e privilégios."

Um dos pontos apresentados na mensagem foi a "Poupança Individual da Aposentadoria, um dos itens que está sendo formulado. É uma iniciativa que procura elevar a taxa da poupança nacional, criando condições de aumentar os investimentos e o ritmo de crescimento. É um caminho consistente para liberar o País do capital internacional", disse Bolsonaro

Política