PUBLICIDADE
Topo

Bolsonaro minimiza demora para definir Regina: "Está tão bom ser noivo"

Reprodução/Twitter
Imagem: Reprodução/Twitter

Hanrrikson de Andrade

Do UOL, em Brasília

23/01/2020 08h27

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) minimizou hoje a demora da atriz Regina Duarte para aceitar ou não o comando da Secretaria Especial de Cultura do governo. Segundo ele, a artista está "cheia de vontade" e "parece que está no governo há um tempão". A decisão, no entanto, deve ficar para a semana que vem, quando o mandatário retornará - no dia 28- de viagem oficial à Índia.

"Está tudo bem. Ela está perfeitamente adaptada, parece que está no governo há um tempão. Está cheia de vontade. Tenho conversado com ela, dando dicas para ela como deve formar o perfil do seu secretariado. Acho que esse casamento vai dar o que falar, mas é agora, não."

Bolsonaro brincou novamente com o que ele e Regina têm chamado de "noivado". Foi dessa forma que a atriz havia definido as conversas entre os dois para que ela fique à frente da pasta da Cultura. "Está tão bom ser noivo."

O presidente confirmou que a nomeação pode ser oficializada após o retorno da Índia, na semana que vem, e que Regina "merece uma festa".

"Talvez na volta a gente acerte. Ela merece realmente quase que uma festa por ocasião da assinatura dela, da posse."

Questionado se o órgão continuaria no Ministério do Turismo ou passaria a ser subordinado diretamente à Presidência caso Regina aceite o convite, Bolsonaro disse que não poderia responder devido a questões orçamentárias. Ressaltou, por outro lado, que seria um privilégio para ele "estar todo dia" com a artista.

"Eu até gostaria. Quem não gostaria de estar todo dia com a Regina Duarte ao seu lado? Além da primeira-dama, obviamente. Seria uma excelente oportunidade. Mas envolve outras atribuições e eu não posso ficar desguarnecido."

Ouça o podcast Baixo Clero (https://noticias.uol.com.br/podcast/baixo-clero/), com análises políticas de blogueiros do UOL.

Os podcasts do UOL estão disponíveis em uol.com.br/podcasts, no Spotify, Apple Podcasts, Google Podcasts e outras plataformas de áudio.

Política