PUBLICIDADE
Topo

Política

Esse conteúdo é antigo

Moro envia Força Nacional ao Ceará e manda segurança de Cid ser reforçada

Irmão de Ciro Gomes pilotava uma retroescavadeira para tentar furar um bloqueio de policiais quando a confusão começou - Reprodução/Facebook
Irmão de Ciro Gomes pilotava uma retroescavadeira para tentar furar um bloqueio de policiais quando a confusão começou Imagem: Reprodução/Facebook

Do UOL*, em São Paulo

19/02/2020 18h58Atualizada em 19/02/2020 21h12

Ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro anunciou que já enviou a Força Nacional para ao Ceará, onde o senador licenciado Cid Gomes (PDT) foi baleado após tentar invadir um quartel da Polícia Militar com uma retroescavadeira.

"Determinei à Polícia Federal, à Polícia Rodoviária Federal - PRF e à Força Nacional de Segurança Pública - FNSP que adotem as medidas possíveis com vistas a prestar o apoio necessário ao Estado", disse o ex-juiz.

Em nota, o ministério ainda declarou que "está acompanhando a situação no Ceará e analisando as providências que podem ser tomadas".

O incidente aconteceu hoje à tarde, na cidade de Sobral, em meio a um protesto de policiais militares. O irmão do ex-governador Ciro Gomes (PDT-CE) pilotava uma retroescavadeira para tentar furar o bloqueio dos policiais, que reivindicam aumento salarial, quando a confusão começou.

A assessoria do senador informou que o tiro foi disparado por uma arma de fogo e que Cid passou por estabilização no Hospital do Coração de Sobral. O senador foi transferido para a Santa Casa de Misericórdia de Sobral, onde está sendo tratado.

Informações preliminares divulgadas por jornais locais, porém, davam conta de que a bala seria de borracha.

Alcolumbre também acompanha situação

Em nota, o presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), afirmou que está mantendo contato com autoridades do governo do Ceará e Moro para acompanhar os desdobramentos do conflito.

"Acompanho com preocupação os desdobramentos do ocorrido com o senador Cid Gomes, na tarde desta quarta-feira (19), em Sobral, no Ceará. Entrei em contato o ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, e com o governador do Ceará, Camilo Santana, para obter informações e garantir a segurança do parlamentar", informou.

'Balas não atingiram órgãos vitais', diz Ciro

No Twitter, Ciro Gomes informou que as balas não atingiram órgãos vitais de Cid e que novos exames estão sendo feitos.

"Espero serenamente embora cheio de revolta, que as autoridades responsáveis apresentem prontamente os marginais que tentaram este homicídio bárbaro às penas da lei", escreveu o ex-candidato à Presidência.

*Com colaboração de Aliny Gama e Carlos Madeiro, em Maceió, e de Luciana Amaral, do UOL em Brasília

Política