PUBLICIDADE
Topo

Política

Ex-aliado, Frota diz que protocolará pedido impeachment contra Bolsonaro

Alguns dos ex-aliados hoje criticam abertamente Bolsonaro, como o deputado Alexandre Frota (PSDB-SP) - ANTONIO CRUZ/ AGÊNCIA BRASIL
Alguns dos ex-aliados hoje criticam abertamente Bolsonaro, como o deputado Alexandre Frota (PSDB-SP) Imagem: ANTONIO CRUZ/ AGÊNCIA BRASIL

Guilherme Mazieiro

Do UOL, em Brasília

16/03/2020 13h12

Ex-aliado de Jair Bolsonaro (sem partido), o deputado federal Alexandre Frota (PSDB-SP) anunciou que protocolará um pedido de impeachment contra o presidente da República. O parlamentar justifica que Bolsonaro cometeu crimes de responsabilidade e contra a saúde pública durante os protestos deste domingo (15).

A peça que Frota montou acusa o presidente de atentar contra os poderes da União, quando convocou protestos para o último domingo, e à administração pública. O documento também se baseia em ataques à imprensa e jornalistas.

Outro ponto é sobre a circulação de Bolsonaro em meio aos manifestantes, contrariando as orientações do ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta.
O parlamentar que se elegeu em palanque com Bolsonaro, rompeu com o presidente ano passado e chegou a ser expulso do PSL, então partido de Bolsonaro.

Frota anunciou em seu Twitter que o pedido será entregue amanhã ao presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), dia 17, em referência ao número pelo qual Jair Bolsonaro se elegeu.

"Processo impeachment de Bolsonaro está pronto e será entregue ao Rodrigo Maia amanhã dia 17. Aliás 17 é um número que conhecemos bem. Juridicamente posso adiantar a peça é irretocável", escreveu Frota.

Caberá a Maia decidir se dará andamento ou não ao pedido de Frota.

Política