PUBLICIDADE
Topo

Bolsonaro posta vídeo de médico que defende tratamento com cloroquina

Presidente Jair Bolsonaro (à esq.) e o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, durante entrevista sobre coronavírus - ADRIANO MACHADO
Presidente Jair Bolsonaro (à esq.) e o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, durante entrevista sobre coronavírus Imagem: ADRIANO MACHADO

Do UOL, em Brasília

05/04/2020 11h10

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) postou na manhã de hoje em suas redes sociais um vídeo com uma entrevista do médico Vladimir Zelenko, que atende em Nova Iorque e é um defensor do tratamento com hidroxicloroquina a pacientes com coronavírus.

Bolsonaro tem se mostrado um entusiasta da substância como tratamento ao vírus, embora ainda não haja consenso científico sobre sua eficácia.

O ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, classificou como "muito frágil" uma das últimas pesquisas publicadas sobre a utilização da substância.

Apesar disso, o Ministério da Saúde anunciou que vai ampliar para pacientes graves a autorização para o uso da hidroxicloroquina e da cloroquina, outra variação farmacológica da substância.

Antes, apenas pacientes considerados críticos, os internados em UTI, podiam ter acesso à substância. Ainda não há autorização ou recomendação das autoridades de saúde de que a cloroquina seja utilizada por pacientes com sintomas leves.

Segundo a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) os estudos disponíveis acerca da eficácia desses medicamentos ainda não são conclusivos e seu uso foi permitido nos casos graves de forma experimental, porque não há ainda tratamento específico conhecido para a doença.

Médicos e pesquisadores em diferentes países tem estudado o uso da hidroxicloroquina e da cloroquina no tratamento a pacientes com o novo coronavírus.

O médico Vladimir Zelenko afirma no vídeo postado por Bolsonaro que aplicou a substância associada ao antibiótico azitromicina. Segundo Zelenko, nenhum dos cerca de 500 pacientes tratados por ele morreu ou precisou de respiração mecânica em leitos de UTI.

A entrevista do médico foi concedida ao ex-prefeito de Nova Iorque, Rudy Giuliani, advogado e político próximo ao presidente dos Estados Unidos, Donald Trump.

O presidente Trump também tem adotado uma postura otimista sobre o uso da substância no tratamento ao coronavírus.

Também hoje, o presidente postou em suas redes sociais uma entrevista sobre o uso da cloroquina com o virologista Paolo Zanotto, professor no Instituto de Ciências Biomédicas da USP (Universidade de São Paulo), e com o médico Pedro Benedito Batista Júnior, diretor-executivo da Prevent Senior, plano de saúde que administra hospitais que têm tratado pacientes idosos com a doença.

Política