PUBLICIDADE
Topo

Política

Covid-19: Witzel amplia decreto que restringe circulação até 30 de abril

Wilson Witzel (PSC), governador do Rio de Janeiro - Dikran Junior/Futura Press/Estadão Conteúdo
Wilson Witzel (PSC), governador do Rio de Janeiro Imagem: Dikran Junior/Futura Press/Estadão Conteúdo

Gabriel Sabóia

Do UOL, no Rio

13/04/2020 18h17

O governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel (PSC), prorrogou até o próximo dia 30, as medidas que restringem a circulação de pessoas em todo o estado. O decreto faz parte da política de enfrentamento à pandemia do coronavírus.

Segue decretado o fechamento de escolas públicas e privadas, creches e instituições de ensino superior. Também continuam proibidos eventos esportivos, shows e outros eventos que ocasionem a aglomeração de pessoas.

Cinemas, teatros, lonas culturais, shopping centers e academia de ginásticas também devem permanecer fechados.

Os demais tipos de comércio estão autorizados apenas a realizar atendimentos em domicílio, no esquema "delivery".

Bares, restaurantes e lanchonetes devem limitar o atendimento ao público a 30% da sua capacidade de lotação, com a normalidade de entrega e retirada de alimentos no próprio estabelecimento.

Banhos em praias, lagoas, rios e piscinas públicas não são recomendados.

Transporte segue com restrições

Continua proibida a circulação do transporte intermunicipal de passageiros. Já o transporte interestadual de passageiros com origem em São Paulo, Minas Gerais, Espirito Santo, Bahia, Distrito Federal e demais estados em que a circulação do vírus for confirmada ou situação de emergência decretada, está vedada.

Motoristas de aplicativos seguem sem poder trafegar entre a capital e municípios da região metropolitana.

Política