PUBLICIDADE
Topo

Política

Bolsonaro defende nomeação de Ramagem e faz "apelo" a ministros do STF

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) durante transmissão ao vivo via Facebook - Reprodução/Facebook
O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) durante transmissão ao vivo via Facebook Imagem: Reprodução/Facebook

Do UOL, em São Paulo

30/04/2020 19h26

O presidente Jair Bolsonaro voltou a defender a nomeação de Alexandre Ramagem como diretor-geral da Polícia Federal. Em transmissão realizada no Facebook na noite de hoje, Bolsonaro pediu aos ministros do STF que repensem a decisão de Alexandre de Moraes, que suspendeu o trecho do decreto presidencial que levou Ramagem ao comando da PF.

Bolsonaro disse que "não ofendeu pessoalmente ninguém" quando reclamou mais cedo da determinação que anulou a nomeação de Ramagem. Pela manhã, ele afirmou que a decisão de Moraes foi "política" e uma "canetada", além de dizer que o ministro entrou no Supremo "por amizade".

O presidente dedicou oito minutos da transmissão à leitura do currículo do delegado e lembrou momentos vividos com o atual diretor da ABIN, como o famoso "pão com leite condensado" na campanha eleitoral de 2018. "Se eu não me engano, ele foi no casamento de um filho meu", disse Bolsonaro. Em seguida, fez um "apelo" ao Supremo.

"Espero que depois do meu desabafo, que veio do coração, não só o Alexandre, mas todos os ministros do STF, pensando no Ramagem, que essa decisão possa ser revista o mais breve possível", disse Bolsonaro.

Política