PUBLICIDADE
Topo

Política

Uma semana após anunciar saída, Regina Duarte segue secretária de Cultura

Regina Duarte assumiu o cargo no dia 4 deste mês - Alan Santos/PR
Regina Duarte assumiu o cargo no dia 4 deste mês Imagem: Alan Santos/PR

Guilherme Mazieiro

Do UOL, em Brasília

28/05/2020 19h42Atualizada em 28/05/2020 21h58

Uma semana após anunciar que estava de saída do comando da Cultura, Regina Duarte, ainda não foi exonerada (desligada oficialmente) do ministério de Jair Bolsonaro (sem partido). O ato que desvincula a atriz do cargo de comando não foi publicado no Diário Oficial da União até o final da tarde desta quinta-feira (28).

Em vídeo publicado pelo presidente junto de Regina, no dia 20, eles anunciaram que ela seria transferida para o comando da Cinemateca, em São Paulo. De acordo com a agenda pública da secretária, nesta semana ela teve ao menos quatro atividades de despachos internos da pasta.

Nos bastidores, a promessa de um cargo na Cinemateca, que por enquanto não existe, foi visto como uma saída honrosa para Regina, que ficou no cargo por pouco mais de meses.

Desde a última semana um dos nomes cotados para substituí-la é do ator Mário Frias, que almoçou com o presidente Bolsonaro semana passada, antes do anúncio de saída da Regina, e evisto pelo presidente como "excelente nome" para assumir a Cultura do país.

Regina Duarte, a secretária que foi sem nunca ter sido

UOL Notícias

A atriz sofreu desgaste na pasta foi fritada pelo presidente Bolsonaro no tempo em que permaneceu na função. Ela não tinha apoio entre os pares da classe artística e foi criticada quando relativizou a tortura e minimizou mortes ocorridas durante a ditadura militar, em entrevista à CNN Brasil.

Agenda da Secretária Especial da Cultura, Regina Duarte:

Dia 22 de maio:

9h às 12h - Despachos internos.
Local: Gabinete da Cultura.

14h às 18h - Despachos internos.
Local: Gabinete da Cultura.

Dia 26 de maio:

9h às 12h - Despachos por meio de videoconferência.
Local: São Paulo.

14h às 18h - Despachos por meio de videoconferência.
Local: São Paulo.

Quando foi anunciada a saída da atriz da pasta, o ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antonio, divulgou uma nota para agradecer o trabalho e comprometimento de Regina. A Secretaria de Cultura é vinculada ao Ministério do Turismo.

"O ministro deseja sucesso neste novo desafio à frente da Cinemateca em São Paulo, com a certeza de que ela seguirá desempenhando o belo trabalho que iniciou em Brasília, agora em uma nova função, mas sempre com o mesmo objetivo: valorizar nossa cultura", escreveu.

Transição

Em nota enviada ao UOL, o Ministério do Turismo informou que Regina está em transição. No entanto, não foi oficializado o nome de um substituto para a vaga.

"A secretária Especial de Cultura, Regina Duarte, encontra-se em fase de transição dos trabalhos realizados por ela durante este período para valorizar a cultura no país", comunicou a pasta.

Política