PUBLICIDADE
Topo

Boulos diz que deve enfrentar "máquina do bolsonarismo" na eleição em SP

Do UOL, em São Paulo

21/07/2020 16h34

Pré-candidato à Prefeitura de São Paulo, Guilherme Boulos (PSOL) afirmou hoje que terá de enfrentar "duas máquinas" durante o pleito municipal, fazendo referência ao tempo de propaganda na televisão: a dos aliados do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e a dos tucanos, que hoje ocupam tanto a prefeitura da capital quanto o governo do Estado.

"As redes sociais e a televisão terão um papel decisivo. Nós vamos enfrentar, no tempo de televisão, duas máquinas poderosas. A do bolsonarismo, que tem o governo federal e a gente ainda não sabe qual será seu candidato, e a máquina tucana, que tem o governo do estado e a prefeitura", disse Boulos em durante o UOL Entrevista, conduzido pela colunista Maria Carolina Trevisan.

Boulos afirmou que o PSDB, "na falta de um candidato, tem dois", citando o prefeito Bruno Covas, que deve tentar se eleger após chegar no cargo como vice de João Doria (PSDB), e Mário França, que foi vice de Geraldo Alckmin (PSDB) na gestão que perdurou até 2018.

Segundo o pré-candidato, a campanha que ele e sua vice, Luiza Erundina, estão construindo nas redes sociais é um "movimento de esperança, ativismo e brilho nos olhos. Eu acredito que isso pode vencer essas máquinas tradicionais do bolsonarismo e tucanato em São Paulo."

Política