PUBLICIDADE
Topo

Política

MPF denuncia presidente da Alesc por lavagem de dinheiro, diz jornal

Deputado Julio Garcia (PSD) - Reprodução/Alesc
Deputado Julio Garcia (PSD) Imagem: Reprodução/Alesc

Do UOL, em São Paulo

15/09/2020 15h35

A força-tarefa do MPF (Ministério Público Federal) que atua nas investigações relativas à Operação Alcatraz, em Santa Catarina, denunciou o presidente da Alesc (Assembleia Legislativa de Santa Catarina), Julio Garcia (PSD) por lavagem de dinheiro.

Garcia, que é ex-conselheiro do TCE (Tribunal de Contas do Estado), foi denunciado junto a outros quatro familiares próximos a ele e um empresário que atuava como seu operador financeiro. A identidade do denunciado foi divulgada no jornal O Globo.

Juntos, eles são acusados de lavagem de dinheiro por ocultarem a origem, disposição, movimentação e propriedade de recursos oriundos de propinas recebidas em licitações e contratações fraudadas e de bens adquiridos com esses valores.

Segundo as investigações do MPF, Garcia pode ter recebido de seu operador financeiro cerca de R$ 2,7 milhões. Esse dinheiro era oriundo de propinas.

Com os pagamentos indevidos, o deputado mantinha uma vida de luxo com direito a viagens para o exterior, buffet de luxo servido em sítio do ex-conselheiro, despesas com veículos e aquisição de móveis de luxo e até mesmo possíveis pagamentos realizados a uma jornalista, que veiculava matérias favoráveis a ele.

Política