PUBLICIDADE
Topo

Política

Conteúdo publicado há
2 meses

Instituições são permanentes e não haverá crise entre elas, diz Arthur Lira

Presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL) não acredita que caso Daniel Silveira abale relação entre instituições - Luis Macedo/Câmara dos Deputados
Presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL) não acredita que caso Daniel Silveira abale relação entre instituições Imagem: Luis Macedo/Câmara dos Deputados

Do UOL, em São Paulo

18/02/2021 10h03

O presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), escreveu hoje no Twitter que as instituições são permanentes e não haverá crise entre elas.

A declaração ocorre em meio à expectativa do posicionamento da Câmara dos Deputados em relação à prisão do deputado federal Daniel Silveira (PSL-RJ) decretada pelo STF (Supremo Tribunal Federal). Caberá à Câmara analisar se mantém ou relaxa a prisão do parlamentar em votação do plenário por maioria dos membros.

"Todos, na vida pública, somos transitórios. E nosso maior dever, nossa maior missão, é ter a consciência de que nós não somos as instituições. As instituições são permanentes. As instituições ficarão. Nesse sentido, não haverá nunca crise entre as instituições, sobretudo quando há a exata compreensão de que elas são maiores do que qualquer indivíduo", escreveu Lira.

Silveira publicou na internet um vídeo com ameaças aos ministros do STF (Supremo Tribunal Federal), além de ter feito apologia à ditadura militar, conforme disse o ministro Alexandre de Moraes. Ele o enquadrou, então, na Lei de Segurança Nacional e determinou sua prisão.

Mesmo que a decisão de Moraes tenha sido ratificada pelos demais magistrados do Supremo, a Câmara precisa analisar a questão. A expectativa é que os deputados votem em plenário hoje se mantêm ou não a prisão de Silveira.

O presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), busca uma saída para agradar os políticos enrolados com a Justiça, especialmente integrantes do centrão, mas sem criar uma crise com o STF.

Política