PUBLICIDADE
Topo

Política

Conteúdo publicado há
15 dias

'Bolsonaro foi terrível no enfrentamento à pandemia', diz Renan Calheiros

Para Renan Calheiros, Bolsonaro "complicou tudo" porque "errou, se omitiu e minimizou a doença" - Pedro ladeira/Folhapress
Para Renan Calheiros, Bolsonaro "complicou tudo" porque "errou, se omitiu e minimizou a doença" Imagem: Pedro ladeira/Folhapress

Colaboração para o UOL

16/04/2021 16h39

Apontado como possível relator da CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) da Covid, o senador Renan Calheiros (MDB-AL) disse que a gestão do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) foi "terrível no enfrentamento à pandemia". Em entrevista ao O Globo, o político afirmou que Bolsonaro "complicou tudo" porque "errou, se omitiu e minimizou a doença".

O senador também justificou que as críticas existem por um somatório de atitudes, e porque Bolsonaro "prescreveu remédios sem comprovação científica, estimulou aglomeração, não usou máscara". Todas essas ações, ressalta o senador, fizeram com que o país pagasse "esse preço em mortes".

No entanto, Renan Calheiros ressaltou que esta é uma opinião pessoal, e que a CPI será técnica, apartidária e sem alvos, e que "arregimente boas cabeças da Polícia Federal, do Ministério Público Federal e do Tribunal de Contas da União". A Comissão, que vai investigar as ações do governo federal no combate à pandemia, deve ser instalada entre terça (20) e quinta-feira (22), conforme informou o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG).

Ao O Globo, Renan explicou, ainda, que o papel da CPI é de "sugerir uma revisão dos procedimentos para amenizar o horror que estamos vivendo no país" e investigar. A Comissão também deverá "convocar pessoas, fazer oitivas, ter acesso a informações, quebrar sigilos telefônicos".

Apesar de apontado como um dos nomes preferidos para ocupar a vaga de relator, o senador lembrou que a decisão ainda não foi tomada e que só será definido quando a CPI for realmente instalada. "Concordarei com qualquer nome do grupo. Não preciso ser relator para colaborar na investigação", finalizou.

Hoje, o senador Eduardo Braga (MDB-AM) disse que o partido vai apoiar a nomeação de Renan Calheiros e que, por ter maior bancada da Casa, vai reivindicar a relatoria da CPI.

Política