PUBLICIDADE
Topo

Política

Conteúdo publicado há
15 dias

Presidente do PSDB faz 'convite público' para candidatura de Tasso em 2022

Bruno Araújo convidou o senador Tasso Jereissati a se juntar à disputa pelo Planalto -
Bruno Araújo convidou o senador Tasso Jereissati a se juntar à disputa pelo Planalto

Colaboração para o UOL

19/04/2021 08h57

Faltando pouco mais de um ano para as eleições presidenciais de 2022, o presidente do PSDB, Bruno Araújo, sinalizou que o partido tem mais um nome em mente para disputar o Palácio do Planalto: o do senador Tasso Jereissati (PSDB-CE). Em entrevista ao jornal O Globo, Araújo citou o nome do senador cearense como uma alternativa aos já pré-candidatos tucanos governador João Doria, de São Paulo, e o governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite.

O nome de Tasso Jereissati surgiu como possibilidade de contraponto ao atual presidente Jair Bolsonaro (sem partido), e ao ex-presidente Lula (PT), após o ex-presidenciável Eduardo Jorge provocar o senador para uma possível candidatura ao pleito presidencial.

"Dentro do PSDB, depois da própria provocação do Eduardo Jorge, começa um movimento muito forte de incentivo ao nome do senador Tasso Jereissati. Recentemente se intensificaram movimentos no sentido de convencê-lo a aceitar colocar o seu nome (na disputa). Claro que é um nome que enriquece muito o processo político nacional e transcende de forma definitiva o PSDB", afirmou Bruno Araújo, em elogios ao colega de partido.

Ao ser questionado se o PSDB já conversou com Tasso sobre essa possibilidade, Bruno Araújo afirmou que "tem que ser respeitado o tempo de cada um", e fez um "convite público" para que o senador "aceite esse chamamento".

Tasso Jereissati é visto como uma pessoa capaz de atrair o também pré-candidato Ciro Gomes (PDT), que foi sucessor do tucano no governo do Ceará em 1990 quando o pedetista ainda estava no PSDB - os dois retomaram contato recentemente.

Prévias em outubro

Com três possíveis nomes no páreo, o PSDB tem prévias marcadas para outubro. No domingo (18), em entrevista ao jornal "Folha de S.Paulo", o prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes (DEM), defendeu a candidatura do governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite.

Ao Globo, Bruno Araújo disse que Leite "é um dos nomes mais relevantes dessa nova geração" e isso será um fator positivo que o governador terá em seu favor nas prévias.

Em relação a João Doria, que não conseguiu capitalizar o fato de ter trazido a Coronavac para o país, o presidente do PSDB acredita que o que Doria não tem em relação aos outros pré-candidatos "é a possibilidade de ter tido uma exposição de uma eleição nacional".

Política