PUBLICIDADE
Topo

Política

Caso Henry: Expulso do partido, Jairinho perde comissão na Câmara do Rio

O vereador afastado Dr Jairinho, preso por suspeita de matar Henry - Tania Rego/Agência Brasil
O vereador afastado Dr Jairinho, preso por suspeita de matar Henry Imagem: Tania Rego/Agência Brasil

Igor Mello

Do UOL, no Rio

20/04/2021 18h05

O vereador Dr. Jairinho (sem partido), preso por suspeita de atrapalhar a investigação do assassinado do menino Henry Borel, de 4 anos, perdeu a presidência da CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) da Câmara dos Vereadores do Rio de Janeiro. A decisão foi oficializada nesta segunda-feira (19).

De acordo com a Câmara, ele foi afastado da CCJ por ter sido expulso do Solidariedade, partido pelo qual se elegeu. Em nota, a Casa afirmou que "o regimento estabelece que as vagas nas comissões pertencem aos partidos e blocos parlamentares".

A CCJ é a comissão mais importante da Câmara, sendo responsável por avaliar a legalidade e constitucionalidade de todos os projetos de lei que tramitam no Legislativo municipal.

Para o lugar de Jairinho como membro da comissão foi eleito o vereador Alexandre Isquierdo (DEM). O vereador também comanda o Conselho de Ética da Casa, órgão que será responsável por julgar possíveis pedidos de cassação contra Jairinho.

Política