PUBLICIDADE
Topo

Política

Conteúdo publicado há
4 meses

Bolsonaro está usando doença para abafar escândalos, opina Sakamoto

Jar Bolsonaro posta foto durante internação em hospital de Brasília - Reprodução/Facebook/Jair Messias Bolsonaro
Jar Bolsonaro posta foto durante internação em hospital de Brasília Imagem: Reprodução/Facebook/Jair Messias Bolsonaro

Colaboração para o UOL

15/07/2021 14h10

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) está internado desde ontem, sem previsão de alta, para tratar uma obstrução intestinal. Antes da transferência de Brasília para São Paulo, o perfil dele nas redes sociais compartilhou uma foto da internação.

Para o colunista do UOL Leonardo Sakamoto, o presidente tem usado a doença "como cortina de fumaça para abafar escândalo de corrupção, prevaricação, rachadinha, desvio de salários e tudo mais". Sakamoto disse não duvidar do quadro de saúde e desejou uma boa recuperação ao presidente.

"Enquanto ele estava internado no Hospital das Forças Armadas lá em Brasília, uma série de publicações nas redes sociais mostraram que ele estava tentando se aproveitar, faturar politicamente dessa situação", disse, em participação no UOL News.

Para Sakamoto, a estratégia tenta reverter uma "derrocada de popularidade". O colunista do UOL destacou, ainda, que o presidente "nunca foi muito transparente" quando o tema era saúde pessoal, e lembrou que Bolsonaro escondeu testes de covid-19 e colocou sigilo na carteira de vacinação.

Nas redes sociais do presidente, a situação de saúde dele foi atribuída ao ataque a faca sofrido em 2018, ainda durante a campanha eleitoral. Na postagem, definiu o momento como "mais um desafio" e politizou o caso relacionando o responsável pelo atentado ao PSOL e ao PT.

O também colunista Joel Pinheiro disse que, apesar do problema de saúde do presidente ser real, os posts soam como "tentativa desesperada de se vender como grande mártir". Na visão dele, Bolsonaro aproveita a ida ao hospital para se distanciar de escândalos e "mudar um pouco o assunto" e tirar o foco da CPI da Covid - a qual o presidente critica frequentemente.

"É um governo mergulhado na corrupção do início ao fim, e o presidente Bolsonaro não tem mais resposta possível para nada disso. Então a única resposta dele agora é se calar, sair do debate público e tentar mudar o tema", opinou.

Durante participação no UOL News na tarde de hoje, Joel disse esperar que o presidente se recupere, e que receba um tratamento "melhor do que o que o Ministério da Saúde faz", em referência à indicação de cloroquina para covid-19.

Boletim médico

O presidente da República segue internado no hospital Vila Nova Star, em São Paulo. Segundo o último boletim médico, mas evolui "de forma satisfatória clínico e laboratorialmente". Os médicos estudam a necessidade ou não de uma cirurgia.

"Permanece o planejamento terapêutico previamente estabelecido. O Presidente segue sem previsão de alta hospitalar", diz o comunicado.

Política