PUBLICIDADE
Topo

Política

Conteúdo publicado há
1 mês

Dal Piva: Ana Cristina Valle é peça-chave na vida de Bolsonaro e para CPI

Colaboração para o UOL

15/09/2021 18h49

Convocada para depor na CPI da Covid, Ana Cristina Valle, uma das ex-esposas do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), será "peça-chave" para entender pontos da vida do presidente e o envolvimento dela na carreira dos filhos dele, especialmente Carlos e Jair Renan, segundo análise da jornalista Juliana Dal Piva.

"Ana Cristina Valle é peça chave na vida de Bolsonaro, agora na CPI para tentar entender o papel que Marconny fez ao longo do ano passado tentando indicar cargos no governo - ele junto com ela tentaram começar a emplacar nomes no Ministério da Saúde e o de defensor público da União. Eles se conheceram pelo Jair Renan", disse ao UOL News.

Marconny Albernaz de Faria é um suposto lobista, que foi ouvido hoje na CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito). Ele negou ter negócios com Ana Cristina e confirmou tê-la conhecido pelo filho mais novo do presidente. No entanto, os parlamentares afirmam ter em mãos troca de mensagens que apontam suposta atuação dela a pedido de Marconny.

Segundo as informações de Dal Piva, o patrimônio de Bolsonaro aumentou consideravelmente nos anos em que foi casado com Ana Cristina. "Eles tinham duas casas e saiu disso para 14 imóveis, cinco comprados com dinheiro em espécie", apontou.

A ex-esposa do presidente teria feito parte do esquema de rachadinhas nos gabinetes dos filhos de Bolsonaro, com devolução de salários e contratação de funcionários fantasma.

"Ela emplacou 18 parentes (nos gabinetes) além dela própria. Ela recentemente teve sigilo bancário quebrado junto com Carlos, ela é como se fosse o grande Calcanhar de Aquiles do presidente", explicou a jornalista.

Filho do presidente, o vereador Carlos Bolsonaro (Republicanos-RJ) teve os sigilos bancário e fiscal quebrados junto com Ana Cristina para investigação no caso das rachadinhas. Dal Piva ainda notou que Ana Cristina teria conseguido incluir a família próxima no suposto esquema, como "os pais, irmãos e tio".

Mansão em Brasília

Como a jornalista lembrou, o episódio mais recente na vida de Ana Cristina é a mudança para uma mansão em bairro de luxo de Brasília (DF), avaliada em R$ 3 milhões.

"Ela foi morar nessa mansão e disse que alugou. Quem comprou a casa, comprou 15 dias antes dela se mudar, uma pessoa que não parece ter condições de financiar esse valor", afirmou.

Outro capítulo recente é o pronunciamento de um ex-funcionário da família Bolsonaro, que teria dito que Ana Cristina pagou pela mansão. Ela teria contrato com o corretor e depois passaria o imóvel para o nome dela.

"Os senadores devem estar de olho nela também. E todos esses assuntos estão ali, de algum jeito devem aparecer nos discursos e questionamentos dos senadores", disse Dal Piva.

Política