PUBLICIDADE
Topo

Política

Dilma Rousseff chama Ciro Gomes de misógino e o compara a Bolsonaro

Do UOL, em São Paulo

13/10/2021 17h06

A ex-presidente Dilma Rousseff (PT) voltou a trocar farpas com Ciro Gomes (PDT), ex-aliado político e pré-candidato à Presidência da República. Em uma série de mensagens publicadas nas redes sociais, a petista chamou o pedetista de misógino e ainda o comparou ao presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

"Só Ciro Gomes é competente. Este é o pecado de sua enorme presunção. Esta é a sua visão quando se trata de avaliar o resto da humanidade. Mas quando se trata de mulher, sua visão não é só inadequada, é também profundamente misógina", iniciou Dilma. (Leia a nota completa abaixo)

Ciro sistematicamente distorce os fatos. E, nisso, não se difere em nada de Bolsonaro. Ambos adoram quando os alvos de suas agressões reagem. Precisam disso para obter likes e espaço na mídia. É disso que se alimentam. Dilma Rousseff compara Ciro Gomes ao presidente Jair Bolsonaro

Mais cedo, o ex-governador do Ceará afirmou, durante entrevista ao podcast "Estadão Noticias", estar seguro de que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) "conspirou" para a concretização do impeachment da então presidente Dilma Rousseff, afastada do cargo em 2016, após aprovação da Câmara dos Deputados e do Senado Federal.

Ciro citou o fato de Lula hoje manter contato e visar possíveis alianças durante o pleito presidencial de 2022 com o senador Renan Calheiros (MDB-AL) e o ex-senador Eunício Oliveira (MDB-CE), que à época apoiaram e votaram a favor do impeachment de Dilma Rousseff. Ainda, ele ressaltou o fato de o PT ter estado "ao lado" do parlamentar alagoano já durante a disputa de 2018, cerca de dois anos depois do que ele classificou como um "golpe".

"Eu atuei contra o impeachment e quem fez o golpe foi o Senado Federal. Quem presidiu o Senado? Renan Calheiros. Quem liderou o MDB nessa investida? O Eunício Oliveira. Com quem o Lula está hoje?", iniciou. "Hoje eu estou seguro que o Lula conspirou pelo impeachment da Dilma, estou seguro", declarou.

O meu irmão, que também estava lutando [contra o impeachment], me chamou e falou assim: 'Será que esses caras querem impedir o impeachment?'. Agora estou seguro que eles estavam colaborando pelo impeachment da Dilma, porque nas eleições de 2018 o Lula estava com o Renan Calheiros e queria que eu me envolvesse nisso, eu que fui para as ruas, [sendo que à época] era muito impopular defender a Dilma. Agora os amigos do peito são eles. Ciro Gomes, pré-candidato à Presidência da República

A ex-presidente então reagiu às declarações de Ciro Gomes, inicialmente, destacando que o ex-governador estaria "tentando de todas as formas reagir à sua baixa aprovação" e "mente de maneira descarada".

Mensagens de Dilma Rousseff, na íntegra

Só Ciro Gomes é competente. Este é o pecado de sua enorme presunção. Esta é a sua visão quando se trata de avaliar o resto da humanidade. Mas quando se trata de mulher, sua visão não é só inadequada, é também profundamente misógina

O mais triste de tudo isso é que Ciro se diz arrependido de ter defendido a democracia. E ainda usa os mesmos argumentos dos golpistas que diz ter combatido.

Para além disso, Ciro sistematicamente distorce os fatos. E, nisso, não se difere em nada de Bolsonaro. Ambos adoram quando os alvos de suas agressões reagem. Precisam disso para obter likes e espaço na mídia. É disso que se alimentam.

Infelizmente para Ciro, encerro esta polêmica estéril por aqui. O Brasil precisa é discutir a gravíssima crise democrática, social, sanitária e econômica em que se encontra.

Lamento ter, em algum momento, dado a Ciro Gomes a minha amizade.

Política