PUBLICIDADE
Topo

Política

PB: Após Assembleia parar atividades, deputado recua e toma vacina

Colaboração para o UOL, em João Pessoa

13/10/2021 18h22Atualizada em 14/10/2021 00h03

Após causar polêmica por não ter tomado a vacina contra a covid-19, decisão que fez a Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB) suspender as atividades presenciais na semana passada, o deputado paraibano Cabo Gilberto Silva (PSL) recebeu hoje a primeira dose do imunizante, conforme publicação feita pelo parlamentar em suas redes sociais.

No vídeo, o deputado aparece recebendo o imunizante e mostrando o cartão de vacina, em um posto de João Pessoa. Cabo Gilberto disse que estão usando o nome de forma indevida e que se for por falta da vacina dele, a Assembleia pode retomar os trabalhos.

Após quase dois anos que a Casa do povo ficou fechada (maior quarentena legislativa do Brasil), alguns deputados da base do governo iniciaram um movimento para fechar a Assembleia Legislativa novamente Deputado Cabo Gilberto Silva sobre o fechamento da ALPB

O parlamentar destacou ainda que "alguns deputados da base do governo criaram uma grande cortina de fumaça para colocarem a culpa do fechamento da ALPB em mim". Cabo Gilberto disse também que sempre foi favorável à aplicação das vacinas testadas e aprovadas, mas afirmou que "não posso aceitar que o direito fundamental das pessoas que por motivos diversos optaram por não se vacinar nesse momento seja excluído".

A polêmica foi gerada porque o deputado Cabo Gilberto foi o único dentre os 36 parlamentares que não havia se vacinado. O passaporte da vacina, contudo, uma resolução aprovada na ALPB exigia que todos - deputados, servidores e visitantes - estejam vacinados para ter acesso ao local.

Na semana passada, primeiro dia da volta presencial após um ano e sete meses fechada, cabo Gilberto apresentou um teste negativo para covid-19 e entrou na Casa. Outros deputados questionaram e abriram questão de ordem para que as sessões fossem suspensas até que o deputado se vacinasse. As sessões voltarão a ser híbridas a partir do dia 19 de outubro.

Em sessão remota realizada nesta quarta-feira (13) e transmitida pelo YouTube, o presidente da Assembleia Legislativa da Paraíba, deputado Adriano Galdino, disse aos demais que, como o cabo Gilberto só tomou uma dose da vacina e para entrar na AL é necessária a imunização completa, ficou acertado que o deputado não poderá entrar no local sem a autorização prévia.

Política