PUBLICIDADE
Topo

Política

Sakamoto: Pré-candidatura de Tebet é bem-vinda, mas difícil de viabilizar

Colaboração para o UOL

08/12/2021 18h44

A pré-candidatura da senadora Simone Tebet (MDB-MS) para as eleições presidenciais de 2022 é "bem-vinda", mas é difícil de viabilizar, afirmou o colunista Leonardo Sakamoto durante o UOL News da noite de hoje.

Tebet é a única mulher pré-candidata à presidência da República até agora. "Se a gente vivesse numa democracia saudável, teríamos naturalmente uma quantidade significativa de mulheres se candidatando à presidência e com chances reais [a ganhar]", avaliou Sakamoto.

Segundo Sakamoto, a senadora não terá vida fácil, pois outros presidenciáveis, como Sergio Moro (Podemos) e Ciro Gomes (PDT) possuem mais intenções de voto que ela.

A parlamentar se tornou hoje a pré-candidata do MDB para as eleições presidenciais do próximo ano. No discurso, Tebet atacou o governo de Jair Bolsonaro (PL), se emocionou ao falar da fome no país e refletiu sobre o impacto da pandemia no Brasil.

Até agora, para ela, a maior urgência é a fome, causada por uma má gestão do governo federal.

"O país não tem prioridades. Um governo que não tem projeto, não tem plano de desenvolvimento. Um governo que não tem dinheiro apesar de sermos um dos povos que mais paga impostos. Aí faltam recursos para o mais básico até para o parque industrial", afirmou em seu discurso.

Política