PUBLICIDADE
Topo

Política

Conteúdo publicado há
3 meses

Fux adia retorno presencial do STF em decorrência do avanço da covid

26.ago.2021 - Presidente do STF, ministro Luiz Fux, durante sessão plenária por videoconferência - Nelson Jr./SCO/STF
26.ago.2021 - Presidente do STF, ministro Luiz Fux, durante sessão plenária por videoconferência Imagem: Nelson Jr./SCO/STF

Do UOL, em São Paulo

26/01/2022 17h07

Com o aumento de casos e mortes ocasionadas pela covid-19, o presidente do STF (Supremo Tribunal Federal), Luiz Fux, autorizou a prorrogação da medida que aprova o trabalho remoto da Corte. A rotina dos ministros seguirá na modalidade on-line até o fim de fevereiro.

Antes, a previsão era que os ministros voltassem ao trabalho presencial na próxima semana. Assim, a sessão de reabertura dos trabalhos do Judiciário, marcada para terça-feira (1º), será feita de forma remota.

A portaria oficializando a ordem de Fux deve ser publicada amanhã.

Além do coronavírus, o presidente do STF demonstrou preocupação pelos casos de influenza. No Distrito Federal (DF), os leitos de UTIs (Unidade de Tratamento Intensivo) da rede pública atingiram ontem ocupação de 100%.

Quando a prorrogação de Fux se esgotar no fim de fevereiro, a Corte fará uma nova análise da situação da pandemia e do contágio da gripe para decidir se retornará ou não ao modo presencial.

Política