PUBLICIDADE
Topo

Política

Conteúdo publicado há
1 mês

Bolsonaro ironiza casamento de Lula e Janja: 'Quero saber se teve pobre lá'

Do UOL, em São Paulo

19/05/2022 20h11Atualizada em 20/05/2022 10h21

O presidente Jair Bolsonaro (PL) comentou hoje em transmissão ao vivo o casamento celebrado ontem entre o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e a socióloga Rosângela Silva, a Janja.

"Queria saber se algum pobre foi convidado para o casamento dele ontem. Alguém do MST (Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra), MTST (Movimento dos Trabalhadores Sem Teto), algum quilombola, alguém que no passado invadia terras, algum pobre?", ironizou o presidente.

"Pelo que estou sabendo até agora não teve ninguém, só teve gente boa lá. Ou seja, socialismo para vocês, capitalismo para mim, mas tudo bem", disse Bolsonaro sobre a celebração de seu maior rival para as eleições deste ano.

O casamento ontem foi considerado uma festa íntima, com uma lista de 150 convidados que incluiu políticos e artistas, como a ex-presidente Dilma Rousseff (PT), Fernando Haddad (PT), a deputada federal e presidente nacional do PT, Gleisi Hoffmann e o ex-governador paulista Geraldo Alckmin (PSB-SP), pré-candidato a vice-presidente na chapa com Lula.

Entre as celebridades, foram convidadas personalidades como os cantores Gilberto Gil, Daniela Mercury, Teresa Cristina e Duda Beat. A apresentadora Bela Gil, o ex-BBB Gil do Vigor e o comediante Paulo Vieira também estiveram na seleta lista.

A celebração do matrimônio foi realizada em uma casa de festas na Vila Olímpia, na zona sul de São Paulo e a parte religiosa foi conduzida pelo bispo emérito de Blumenau (SC), dom Angélico Sândalo.

Política