PUBLICIDADE
Topo

Política

Conteúdo publicado há
1 mês

SP: Secretário de Itapevi é exonerado por ir de penetra a casamento de Lula

Lula e Janja, na festa de casamento em um buffet na zona sul de São Paulo - Ricardo Stuckert/Divulgação
Lula e Janja, na festa de casamento em um buffet na zona sul de São Paulo Imagem: Ricardo Stuckert/Divulgação

Do UOL, em São Paulo

20/05/2022 23h04Atualizada em 20/05/2022 23h08

O secretário-adjunto da Fazenda e Patrimônio da prefeitura de Itapevi (SP), Antônio de Pádua Freitas Moreira Junior, foi exonerado após ir de penetra ao casamento do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). A informação foi confirmada à CNN Brasil pelo prefeito da cidade, Igor Soares (Podemos).

O agora ex-secretário foi retirado da festa por volta das 23h45. Lula se casou com a socióloga Rosângela Silva, a Janja, na noite de quarta-feira (18). Procurado pelo UOL, o PT disse que não vai comentar o caso.

"A atitude do ex-servidor da prefeitura de Itapevi não condiz com a postura de um agente público de cargo de confiança", afirmou o prefeito em nota enviada à CNN.

De acordo com o prefeito, Junior foi exonerado ontem. Soares também ressaltou que "o respeito ao próximo deve ser a premissa de todo cidadão" e que "a festa de casamento é uma ocasião especial, reservada para amigos convidados".

A cerimônia

A cerimônia para oficializar a união de Lula e Janja aconteceu em uma casa de festas no Brooklin, zona sul de São Paulo. Diferentemente da tradição dos casamentos, os dois não tiveram padrinhos.

O ex-presidente entrou ao lado de um neto. Eles usavam o terno na mesma cor, azul, e uma lapela com rosas vermelhas. Em seguida, entraram duas meninas como floristas - uma delas, neta do petista. A entrada da noiva não contou com a marcha nupcial e Janja optou por atravessar o salão sozinha.

Ao todo, foram convidadas 200 pessoas. A celebração foi conduzida pelo bispo emérito de Blumenau (SC), dom Angélico Sândalo, que conhece Lula desde a década de 1970.

Política