PUBLICIDADE
Topo

Política

Conteúdo publicado há
1 mês

Usuários do Twitter rebatem ironia de Faria com post antigo sobre Datafolha

Ministro das Comunicações, Fábio Faria - Agência Brasil
Ministro das Comunicações, Fábio Faria Imagem: Agência Brasil

Do UOL, em São Paulo

26/05/2022 20h19

Após a divulgação da pesquisa Datafolha, em que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) aparece na liderança, com 48% dos votos no primeiro turno, e o atual presidente, Jair Bolsonaro (PL), em segundo lugar, com 27%, o ministro das Comunicações, Fábio Faria, foi às redes sociais tentar descredibilizar os números. Diversos usuários, contudo, rebateram a publicação no Twitter, recuperando uma comemoração do ministro, em 2020, após o mesmo instituto indicar, na ocasião, aumento da popularidade do atual mandatário.

Fabio Faria exalta Bolsonaro a partir de pesquisa Datafolha - Redes sociais - Redes sociais
Fabio Faria exalta Bolsonaro a partir de pesquisa Datafolha
Imagem: Redes sociais

Fábio Faria compartilhou uma enquete em que perguntava a seus seguidores em qual das alternativas eles acreditavam, colocando Papai Noel, Duendes e Pinóquio junto ao Datafolha. A ironia não funcionou, e o instituto aparecia até a publicação deste texto, vencendo com larga vantagem.

Fabio Faria tenta ironizar Datafolha, mas perde enquete - Redes sociais - Redes sociais
Fabio Faria tenta ironizar Datafolha, mas perde enquete
Imagem: Redes sociais

O ministro não foi o único a tentar minimizar a vantagem do petista sobre o atual chefe do Executivo.

O filho do mandatário, o senador Flávio Bolsonaro (PL), compartilhou nas redes sociais um vídeo do pai sendo recebido por apoiadores em Minas Gerais com a afirmação de que "a melhor pesquisa é feita nas ruas".

Política