Topo

Conteúdo publicado há
11 meses

Governo diz que Telegram 'não está acima da lei'; oposição cita 'censura'

Dado Ruvic/Reuters
Imagem: Dado Ruvic/Reuters

Do UOL, em São Paulo

10/05/2023 16h29Atualizada em 10/05/2023 17h08

Governo e oposição se dividiram hoje ao repercutir a decisão do ministro Alexandre de Moraes, do STF, de mandar o Telegram apagar a mensagem contra o PL das Fake News —determinação que já foi cumprida pela plataforma.

A proteção dos direitos humanos e da democracia exige que sejam impostos limites a esta "terra de ninguém" que são as redes sociais
Ministro dos Direitos Humanos e da Cidadania, Silvio Almeida

Telegram viu que não está acima da lei brasileira, apagou a mentira e publicou a mensagem exigida pelo STF."
Deputado federal Guilherme Boulos (PSOL-SP)

As fakes news influenciam, por exemplo, os resultados das eleições, com o disparo de mensagens criminosas, negacionistas e terroristas que espalham ódio e desinformação. Isso tem que acabar e é urgente, até para a saúde mental dos brasileiros, que estão em pânico com essas mensagens que estimulam ataques às escolas e à democracia".
Deputado federal e líder do PT na Câmara, Zeca Dirceu (PR)

Boa! STF determina retirada de mensagem mentirosa do Telegram contra PL 2630 em até uma hora."
Deputada federal e presidente nacional do PT, Gleisi Hoffmann (PR)

PL da censura. Moraes quer bloquear Telegram por 72 horas. A deputada Rosana Valle (PL-SP) faz uma observação interessante: a quem realmente interessa essa "pressa" do Governo Federal em aprovar o Projeto de Lei das Fake News?"
Partido Liberal

Censura vira rotina no Brasil [...] O governo Lula e o Judiciário brasileiro, juntos, querem determinar o que é verdade e o que é mentira no Brasil. Querem controlar o que você pode dizer na internet."
Partido Novo