Topo

Conteúdo publicado há
10 meses

Página da PRF de SE pede doação para Bolsonaro; órgão aponta ataque hacker

Em nota, a Polícia Rodoviária Federal afirmou que "uma fraude foi detectada" e que providências para retirada da publicação estão em andamento - Reprodução de redes sociais
Em nota, a Polícia Rodoviária Federal afirmou que "uma fraude foi detectada" e que providências para retirada da publicação estão em andamento Imagem: Reprodução de redes sociais

Do UOL, em São Paulo

29/06/2023 08h29

Uma publicação pedindo doações para o ex-presidente Jair Bolsonaro foi feita na página oficial da Polícia Rodoviária Federal de Sergipe na manhã de hoje. A corporação afirmou que um ataque hacker foi registrado.

O que aconteceu?

A publicação foi feita por volta das 4h "em nome da PRF", com um QR code e um código pix pedindo doações para Bolsonaro;

Às 9h30, a publicação, cujas chaves disponibilizadas estavam indisponíveis, tinha sido retirada do ar.

A PRF confirmou ao UOL que um hacker foi responsável pela publicação. Segundo o órgão, uma investigação foi aberta e providências para retirada do card estão em andamento;

O órgão informou, ainda, que o QR code e o código pix direcionavam os usuários para uma página de transferência de dinheiro para golpistas.

A equipe da Polícia Rodoviária Federal de Sergipe decidiu colaborar com a causa do nosso ex-presidente Jair Messias Bolsonaro, acreditamos que ele ainda tem sua cidadania brasileira e merece todo nosso apoio como pátria.
Trecho de publicação classificada como fraudulenta publicada na página da PRF-SE

Por causa da invasão, a suspensão de todos os perfis regionais da PRF e da PF para uma análise de segurança. A informação foi dada pelo ministro Flávio Dino pouco após o ocorrido;

Dino afirmou, ainda, que uma investigação foi ordenada para apuração dos fatos.

A Polícia Rodoviária Federal esclarece que não pede doações de qualquer espécie para pessoas públicas ou partidos políticos.
Polícia Rodoviária Federal, em nota

Aliados do presidente passaram a pedir doações via pix para Jair Bolsonaro nas redes sociais desde a sexta-feira (23);

O dinheiro, segundo eles, seria usado para pagar multas judiciais no que eles classificam como "perseguição" contra o ex-presidente.