Conteúdo publicado há 3 meses

Moraes vota para condenar mais cinco réus pelo 8 de janeiro

O STF começou hoje a julgar mais cinco réus pelos atos golpistas em Brasília em 8 de janeiro. O ministro Alexandre de Moraes, relator do caso, votou pela condenação de todos a 17 anos de prisão.

O que aconteceu

Réus foram denunciados por cinco crimes: abolição violenta do Estado democrático de direito; golpe de Estado; dano qualificado; deterioração de patrimônio tombado e associação criminosa armada.

Os julgados da vez foram presos em flagrante dentro do Palácio do Planalto. Eles são Ana Paula Neubaner Rodrigues, Ângelo Sotero de Lima, Alethea Verusca Soares, Rosely Pereira Monteiro e Eduardo Zeferino Englert.

Caso de Englert começou a ser julgado no fim de outubro, mas foi adiado após um erro no processo. Moraes citou no relatório que o homem ficou no quartel-general do Exército em Brasília entre os dias 7 e 8 de janeiro, fato que não constava na denúncia da PGR (Procuradoria-Geral da República). Uma perícia da Polícia Federal comprovou o argumento do ministro.

As ações começaram a ser julgadas hoje e, até o momento, só Moraes votou. Demais ministros vão se manifestar até a próxima sexta-feira (24).

STF já condenou 25 réus pelo 8 de janeiro a penas de até 17 anos de prisão. Os acusados por crimes mais leves estão fechando acordos com a PGR para cumprimento de serviço comunitário e pagamento de multa. Segundo o órgão, mais de 300 denunciados manifestaram interesse em assinar esse termo.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes

As mais lidas agora